Rio de Janeiro - Brasil

segunda-feira, 5 de março de 2012

Empresa de entretenimento de Eike Batista mira o mercado carioca


Após adquirir os direitos do Ultimate Fighting Championshp (UFC) no Brasil, o bilionário Eike Batista volta os seus olhos para o Rio de Janeiro. A IMX, braço esportivo e de entretenimento do grupo EBX, pretende organizar na cidade cerca de 80% dos mais de 50 eventos que irá promover este ano. Entre eles estão a já tradicional Travessia dos Fortes, em Copacabana, o Rio International Triatlon, o Desafio de Ciclismo do Corcovado, e o II Mundial 4x4 de futevôlei. Será produzido um programa especial para mostrar como é a modalidade nascida nas areias cariocas para a Europa e o Oriente Médio, vistos como mercados potenciais pela companhia.
“O futevôlei é um esporte genuinamente carioca e um orgulho para os seus moradores, em toda praia podemos ver grupos jogando uma partida. Queremos mostrar ao mundo como é essa modalidade e a importância que ela tem para a cidade do Rio de Janeiro”, afirma Alan Adler, diretor-executivo da IMX.
Um dos símbolos do Rio no exterior, o Maracanã - que passa por reformas para receber a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 - também está na mira da IMX. Embora detalhes sobre a licitação para a concessão da administração do estádio à iniciativa privada ainda não tenham sido divulgados, a empresa já anunciou que irá participar do processo. 
O objetivo é transformar a arena em um grande complexo de entretenimento, que, além dos jogos de futebol, sediaria espetáculos musicais e poderia abrigar um shopping center e um centro gastronômico. Para tanto, seria formado um consórcio com a participação de empresas de construção civil. A união com um clube de futebol específico está descartada.
"A arena do Maracanã é fantástica se você agregar outras coisas para que as famílias possam passar o dia", disse Eike, que ainda frisou o potencial econômico da classe média no país. “Temos hoje mais de 100 milhões de brasileiros na classe média com renda disponível para gastar em eventos esportivos, que fazem parte do DNA do brasileiro". 
No ano passado, o São Paulo lucrou com shows de artistas como Iron Maiden, Justin Bieber, Shakira e U2 realizados no Morumbi. Já o Engenhão, administrado pelo Botafogo, recebeu duas vezes o ex-Beatle Paul McCartney. 
O grupo cogita ainda investir na construção de novos estádios para explorá-los da mesma maneira que pretende fazer caso vença a licitação do Maracanã. Os rumores de que a IMX estaria interessada em investir no Carnaval carioca foram negados.
Décimo mais rico do mundo
Ranking divulgado pela Bloomberg nesta segunda-feira aponta o empresário Eike Batista como o décimo homem mais rico do mundo. Segundo a agência, o patrimônio do brasileiro - estimado em em US$ 29,8 bilhões - foi o que mais cresceu (32%) entre o dos bilionários que ocupam as primeiras posições na lista. O mexicano Carlos Slim, dono da América Móvel, e o o co-fundador da Microsoft, Bill Gates, lideram o ranking.
Fonte:


0 comentários:

Postar um comentário