Rio de Janeiro - Brasil

quarta-feira, 28 de março de 2012

Nova divisão dos royalties votada só após a eleição


Rio -  O ministro da Fazenda, Guido Mantega, pediu ontem apoio dos parlamentares da base do governo para que a divisão dos “royalties” do petróleo seja votada no Congresso apenas no segundo semestre, após as eleições municipais deste ano. O pedido foi feito, segundo o deputado Hugo Leal (PSC-RJ), vice-líder do governo na Câmara, em reunião do ministro com partidos do campo governista.
De acordo com o deputado, o ministro considera que não é o momento adequado para o Congresso discutir o projeto que altera a distribuição dos royalties. A pressão da eleição poderia influenciar negativamente a votação.

PREOCUPAÇÃO
“Ele abriu a conversa dizendo que estava preocupado que esse projeto entre em meio ao período eleitoral e disse que achava que isso deveria ficar mais para o fim do ano”, informou.
No encontro com os parlamentares, Mantega prometeu que o pacote de medidas para estimular a economia será anunciado na provavelmente na terça-feira. Entre elas, a desoneração da folha de pagamento para setores da indústria e incentivos para ampliar os investimentos.
Ontem, ainda, o ministro tratou do assunto com mais três setores. No caso da desoneração da folha, o acordo é para que a alíquota do INSS caia de 20% para zero, caso o empresariado opte pelo recolhimento de algo como 1% no faturamento. Pelo Plano Brasil Maior, a alíquota para alguns setores, chegava a 1,5%.
Fonte:
http://odia.ig.com.br/portal/rio/nova-divis%C3%A3o-dos-royalties-votada-s%C3%B3-ap%C3%B3s-a-elei%C3%A7%C3%A3o-1.425163

0 comentários:

Postar um comentário