Rio de Janeiro - Brasil

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Presidente da Lesga diz que atitude da Riotur é 'inconstitucional'


A Riotur informou, na tarde desta quinta-feira, 23 de fevereiro, que não mais reconhece a Lesga como interlocutora e organizadora do Carnaval das escolas do Grupo de Acesso do Rio de Janeiro.
A justificativa para o afastamento, por parte da Riotur, seria o não cumprimento de determinadas cláusulas previstas no contrato durante a apuração deste Carnaval.
Após o anúncio, o  site SRZD-Carnaval entrou em contato com o presidente da Liga das Escolas de Samba do Grupo de Acesso, Reginaldo Gomes, que disse que ainda é preciso haver uma discussão sobre o contrato em vigor existente entre as duas partes.
"A Lesga tem um contrato com a Riotur. Eles ainda têm que passar 10% da verba combinada para as escolas. Eles têm o direito de não querer que a Lesga administre mais o Carnaval, mas, ao mesmo tempo, eles precisamo cumprir o contrato. Isso é institucional e arbitrário", disse.
Segundo Reginaldo, o que motivou a divulgação da notícia foi o fato de não ter havido rebaixamento na apuração deste ano. Porém, ele explicou que isso não ocorreu por justiça às agremiações, que não receberam a verba em tempo para que desenvolvessem com tranquilidade seus desfiles.
A Riotur informou, através do comunicado, que vai reunir as escolas do Grupo de Acesso A para definir os critérios para o próximo Carnaval.
Fonte:
Opinião
Ate que em fim a prefeitura resolveu intervir na Lesga que já estava virando “ terra de ninguém”. Espero que a prefeitura assuma essa organização para moralizar o carnaval do grupo de acesso do Rio.
Uanderson



0 comentários:

Postar um comentário