Rio de Janeiro - Brasil

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Imigração de Haitianos no país volta à pauta do senado nesta terça-feira (14)


Ao menos 4 mil Haitianos estão em Manaus. Os imigrantes estão sendo recebidos e orientados pelos Padres da Paróquia de São Geraldo (Alexandre Fonseca)
A situação dos haitianos no Amazonas e no Acre voltará a ser debatida nesta terça-feira (14), às 15 horas, no Ministério da Justiça. A reunião foi solicitada nessa segunda-feira (13), pelo senador Eduardo Braga (PMDB) durante audiência pública para discutir o assunto na Comissão de Relações Exteriores do Senado (CRE).
Na ocasião, Braga chamou a atenção para a situação de quase quatro mil haitianos, somente no Amazonas, que estão, segundo ele, “abandonados à sua própria sorte, perambulando pelas ruas de Manaus, sem ajuda para obter emprego, atendimento médico e até alimentação adequada”.
O senador pediu ajuda ao governo federal para que seja encontrada uma solução imediata.
Participam o secretário executivo do órgão, Luiz Paulo Barreto, representantes de outros ministérios do governo, os senadores Eduardo Braga (PMDB/AM), Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM), Fernando Collor (PTB/AL), e os prefeitos das cidades de Tabatinga (AM) e de Brasiléia (AC), as duas principais portas de entrada dos haitianos no Brasil.

Fonte:

Opinião
O povo do Haiti precisa de ajuda, isso todos nos sabemos, mas simplesmente chegar e falar: O Brasil esta de braços abertos para o Haiti, foi uma falta grave. O Brasil assim como os demais Países deve ajudar na reconstrução daquela nação, para que sua população possa viver lá com dignidade.
Isso não e preconceito, de não querer os haitianos aqui porque são de um País pobre. O Brasil apesar de ser classificado como a sexta economia do mundo ainda não e capaz de dar uma vida digna a milhares de brasileiros, que vivem de subemprego, sem um local adequado para morar.
O caso de Pinheirinho e uma realidade nacional. Já ouvi pessoas dizerem: há o brasileiro esta fazendo com o haitiano que os Estados Unidos e a Europa faz com os Brasileiros, ou seja não os querem.
Sejamos práticos, se os Estados Unidos dissessem: Venha a todos viver em nosso Pais, estamos com as portas abertas para todos sem distinção”. Sabem o que iria acontecer? A África viraria um continente deserto, juntamente com  a America latina, entupiriam “ a terra do tio sam”, afinal de contas quem quer viver em um Pais miserável, sem trabalho, sem perspectivas?
Portanto abrir as portas para o Haiti sem planejamento foi sim um tiro no pé. Agora deveriam orientar as pessoas que vieram do Haiti que estão sem emprego e nem local para ficar no Amazonas para irem morar no congresso nacional.
Uanderson





0 comentários:

Postar um comentário