Rio de Janeiro - Brasil

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Conciliação entre jornalistas


Rio -  Paulo Henrique Amorim, apresentador do ‘Domingo Espetacular’, da Record, fará doação de R$ 30 mil a instituição de caridade escolhida por Heraldo Pereira, da TV Globo, e se retratará publicamente por ter escrito em seu blog, ‘Conversa Afiada’, texto considerado racista, em que chamava o colega de profissão de ‘negro de alma branca’ e insinuava que ele era empregado de Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal.
Os jornalistas entraram em acordo durante audiência no último dia 15, na 12ª Vara Cível de Brasília. De acordo com Cesar Klouri, advogado de Amorim, eles se entenderam: “Heraldo reconheceu que não houve conotação racista no artigo de Paulo, nem a intenção de ofendê-lo”.
Na sentença do juiz Daniel Felipe Machado, Amorim terá que publicar no ‘Correio Braziliense’ e na ‘Folha de S.Paulo’, em 20 dias, sua retratação, em que reconhece Heraldo como jornalista de mérito e ético; que nunca foi empregado de Gilmar Mendes; que não faz bico na Globo, mas é empregado de destaque; que a expressão ‘negro de alma branca’ foi dita num momento de infelicidade.
Fonte:

Opinião
O jornalista Paulo Henrique Amorim comprou a briga de Edir Macedo e para agradar o patrão “vira e mexe” dispara a metralhadora giratória para profissionais da Globo. Dessa vez foi infeliz.
Uanderson




0 comentários:

Postar um comentário