Rio de Janeiro - Brasil

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Bahia: PM planeja pôr 15 mil homens na rua no Carnaval


Se tudo ocorrer como está sendo planejado pelo Comando da Polícia Militar da Bahia, o Carnaval de Salvador contará com um efetivo de aproximadamente 15 mil policiais envolvidos na segurança da festa. Além disso, para os dias do reinado de Momo, um reforço de 3,2 mil  homens, das companhias atuantes na região metropolitana e em outras cidades do interior do Estado, estará trabalhando na capital.
Essas garantias foram apresentadas ontem, durante a coletiva de imprensa dada pelo comandante-geral da Polícia Militar da Bahia, o coronel Alfredo Castro.
Ainda de acordo com o comandante da PM,  a festa vai ocorrer seguindo o mesmo modelo de anos anteriores, dentro da normalidade, mas com a atenção e o cuidado que o momento exige. “Todo o planejamento do Carnaval está mantido. E tudo que foi pensado será executado”, afirmou o comandante, para  em seguida completar que tem certeza de que todos os policiais vão agir para garantir a segurança de todos que estarão na festa.
“Tenho certeza que todos os policiais estão imbuídos do espírito de  servir à população da melhor forma possível”, completou o comandante.
Alunos oficiais - A presença dos alunos oficiais da Polícia Militar na maior festa de rua do planeta também está confirmada  para garantir o policiamento durante os dias do reinado de Momo. Ao ser questionado se é legal que os estudantes da Academia da Polícia (Acadepol) trabalhem durante o Carnaval, Alfredo Castro respondeu que é natural e que acontece, inclusive, em outras festas populares. “A participação, inclusive, faz parte do treinamento.  É absolutamente normal, não tem relação alguma com a greve, acontece desde outros carnavais”, explicou o comandante.  
Além do efetivo da Polícia Militar da Bahia, o Carnaval de Salvador pode contar com a presença da corporação do Exército nas ruas da cidade, mas isso depende de uma orientação da presidente da República, Dilma Rousseff, é o que explica, o tenente-coronel Márcio Cunha, chefe do setor de comunicação social da 6ª Região do Exército.
“Dependemos de uma decisão presidencial para termos ciência de onde atuaremos. A nossa orientação foi vir para a Bahia garantir a tranquilidade da população. Se vamos trabalhar durante o Carnaval, ainda não fomos sinalizados”, informa o tenente-coronel.
Entretanto, mesmo sem a participação confirmada durante os dias de folia, já existe um planejamento para a presença do Exército nos três circuitos do Carnaval. “Será uma atuação preventiva. O nosso efetivo vai atuar em locais que tem a previsão de aglomeração de um grande número de pessoas, mas a orientação é ser atencioso e cordial com a população”, disse o tenente-coronel.
Fonte:








0 comentários:

Postar um comentário