segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Mulher conta como foi " mantida como escrava sexual no porão por 10 anos'



Uma menina surda e muda traficada para o Reino Unido para agir como "escrava" de um casal de idosos há quase uma década, utilizada a linguagem de sinais para dizer de sua vida de horror.
Trancada em um porão todas as noites dês de quando tinha dez anos de idade, ela teria sido estuprada e esfaqueada, além de ser forçada a realizar tarefas domésticas, incluindo cozinhar, limpar, costura e lavagem.
Se ela era muito lenta, Ilyas Ashar, 83, e sua esposa Tallat, 66, batia-la ao redor da cabeça ou a arrastava pelos cabelos.
Na primeira entrevista a menina - que é surda e não pode falar - utilizada a linguagem de sinais para dizer de sua vida como um "escrava".
Ela disse que estava presa em um porão na casa em Eccles, Greater Manchester, por nove anos e obrigada a dormir no chão de cimento sem cama ou banheiro.
A menina disse que foi trazida para o Reino Unido a partir do Paquistão e enviada para viver com os Ashars para realizar tarefas.
Ela disse ao tribunal que era acordada pela Sra. Ashar todos os dias as 7h e mal tinha tempo para comer ou beber.
Ela disse: “Eu estava triste e fraca, porque eu estava trabalhando muito. Eu tinha que limpar o tempo todo e foi isso - que era a minha vida, cozinhar e limpar por horas. "
Ela disse que a Sra. Ashar, às vezes, a batia sem motivo com um rolo ou esbofeteá-la.
A garota afirmou que ela seria, então, forçada a voltar para o porão e a porta trancada.
Eu vivia no porão, sentada sozinha e muito triste", disse ela. "Eu não podia sair."
Mostrado uma foto da senhora Ashar, para identificar seu abusador, a menina disse: 'Essa é a mulher que costumava me bater e bater-me o tempo todo como eu estava crescendo. "
Ela Mostrou uma foto do Sr. Ashar, que supostamente a estuprava. A menina disse: 'O velho, é mau..' Ele é o único que tem relações sexuais comigo. "
O casal, que tem mercado de venda de automóveis, foram presos depois que a polícia foi à sua casa em Eccles em junho de 2009 para encontrar a menina dormindo no porão.
Os Ashars negar as acusações de tráfico de seres humanos para o Reino Unido para exploração e de cárcere privado.
Também nega 12 acusações de estupro, Tallat nega uma acusação de agressão sexual e ferindo ilegal.
O julgamento continua em andamento


Fonte:




0 comentários:

Postar um comentário

Agencia Rio Noticias

Você concorda que o Brasil deveria adotar penas mais severas?

Eu Recomendo

Seguidores

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | JCPenney Coupons