Rio de Janeiro - Brasil

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

A sociedade e sua inversão de valores






O artigo de hoje vem falar sobre a inversão de valores que vemos na sociedade. O famoso ditado “ o certo e o errado” e o errado e o certo”, parece que realmente prevalece nas relações sociais em todas as esferas.

Lembro-me de quando aluno do ensino fundamental, havia uma professora que tinha uma forma peculiar de tratar os alunos. Um colega que era um aluno aplicado, e que normalmente perguntava a professora sobre suas duvidas em determinada matéria, era tratado por esta professora como “ mala”.

Toda vez que esse aluno levantava a mão para perguntá-la sobre algo, ela logo retrucava:” Fala mala”. Já alguns alunos que costumavam sentar no fundo da sala para poderem falar a vontade e tirar as colas sem serem importunados pela professora, eram tratados pelo nome.

Alunos aplicados são os “ malas”, “nerds”, já os que não estão nem ai “ para a hora do Brasil”, são os espertos. Ou seja aprendemos desde crianças que o que é falado não se escreve, conselhos como: “ sejam bom aluno, não faça bagunça, não passe a perna em ninguém”, nem sempre e um atributo de valor a quem segue estas regras.

Um outro exemplo clássico da inversão de valores em nossa sociedade vemos em  filmes, e mais comum em novelas, quando um personagem que na trama tem atitudes arrogantes, ambiciosos, passa por algum” perrengue” uma forma do autor “ castigar” o personagem, e fazendo com que este passa a trabalhar em profissões humildes, ou seja profissões dignas mas que são mostradas na TV como um castigo a quem as executas.

Na atual novela das 21h da TV Globo, a personagem da atriz carolina dieckmann  , depois de aprontar foi trabalhar como faxineira em um hotel. Na trama isso e mostrado como um castigo para a personagem.

Por mais pesado que possa ser a profissão de faxineira(O), de maneira nenhuma e um castigo para quem dela ganha seu sustento, pelo contrario honrados são aqueles que trabalham honestamente sem passar por cima dos outros,  honrados são aqueles que não precisam se “ vender”.

Porém para uma determinada parcela da sociedade e o contrario, quem se vende são justamente os valorizados, vemos por exemplo o caso da “Bruna Surfistinha”que foi garota de programa, graças a sua “ arte” ganhou status, sua vida virou filme, participou de um reality show, e agora será apresentadora em um programa de entrevistas na internet.

Reclamamos que o mundo esta” de pernas para o ar”, uns mais acalorados ate vêem o cenário do mundo atual como o fim do mundo. Daí muitos esperam que o “ Messias” volte a terra para por ordem na casa, outros esperam a chegada dos ETs como forma de nôs “ civilizarmos” novamente.

Acredito que não precisaria aguardar a chegada do papai Noel para que o mundo consiga caminhar nos trilhos, basta que cada um de nos passe a rever seus conceitos, repensar em nossos valores como indivíduos.

Enquanto o cidadão jogar pela janela de seu carro a latinha de coca cola porque o lixeiro irá pegar, sem se importar que essa latinha pode acertar alguém que vem atrás, o mundo continuara como esta, formado por uma sociedade individualista, onde o “ ter” e muito mais importante que o “ ser”, onde basta ter dinheiro, não importa como o conseguiu, este já e alguém com as portas abertas para a sociedade.

Já os “ pobres coitados” que tentam corajosamente ganhar a vida de forma integra, sem recorrer a golpes para se dar bem na vida, continuará sendo  visto como o eterno “ Zé Mané”   .

Uanderson

0 comentários:

Postar um comentário