Rio de Janeiro - Brasil

sábado, 17 de dezembro de 2011

Nos EUA, falsa médica mata paciente durante tratamento não-convencional para aumentar o bilau



Uma falsa médica de Nova Jersey, nos Estados Unidos, se meteu numa encrenca das brabas. Depois de injetar silicone no bilau de Justin Street, de 22 anos, para supostamente fazê-lo crescer, Kasia Rivera, de 34, acabou matando o paciente. Agora ela responde à acusação de homicídio culposo (involuntário), com fiança fixada em mais de R$ 140 mil.
A confusão toda começou com um sonho. Cansado de ser “pequenino”, Street não teve dúvidas quando ouviu falar da injeção milagrosa que poderia dar uma turbinada em seu “documento”. Foi então que ele procurou Rivera, que mantinha uma clínica clandestina em East Orange.
Street, no entanto, não teve tempo para curtir seu novo “pacote”. Um dia depois de receber a agulhada, ele sofreu uma embolia causada por uma reação ao silicone e não resistiu.


Fonte



Opinião

Essa falsa medica tem maior " cara" de maluca. Como esse jovem pode ter confiado nessa mulher com maior pinta de picareta? Agora foi para o " beleleu" com pinto pequeno!

0 comentários:

Postar um comentário