Rio de Janeiro - Brasil

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Juazeiro- CE, tem programa de saúde para homens



Com foco em indivíduos entre 20 e 59 anos, programa federal prioriza ações de saúde voltadas aos homens

Juazeiro do Norte. Este Município foi o único na região do Cariri a ser contemplado com programa nacional de saúde do homem. Por isto, a Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte está estruturando os Postos de Saúde da Família (PSF) e capacitando cerca de dez equipes. São 60 profissionais que receberão treinamento para desenvolver as ações de promoção e educação em saúde masculina. Também haverá sensibilização de homens, para que estes procurem compreender a necessidade de tratar dos seus problemas de saúde.

Inicialmente, haverá atendimento em dez postos de saúde. Todos os serviços são gratuitos e para ter acesso, basta que os homens busquem as unidades de atendimento. Entretanto, a política é municipal e atenderá, unicamente, os cidadãos residentes em Juazeiro.

Público-alvo

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem tem foco nos indivíduos com idades entre 20 e 59 anos. Os fatores prevalentes das doenças que os acometem nessa faixa etária são, principalmente, a hipertensão, o diabetes, tabagismo, alcoolismo, Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/ HIV) e câncer de pênis e próstata.

Devido à densidade demográfica e ao alto número de casos de doenças do gênero, registradas na cidade nos últimos anos, a Secretária de Saúde vai elaborar um cartão de acompanhamento dos dados sobre o perfil dos pacientes.

O órgão está atualizando as informações sobre as doenças que mais atingem os homens. Em 2009, foi registrada a ocorrência de 21 pessoas com câncer de pênis e cerca de 40 de próstata. Porém, os números não condizem com a realidade, já que muitos casos não são notificados, exatamente por causa da recusa do homens em procurar os cuidados.

Romper obstáculos que impedem os homens de frequentar os consultórios médicos é uma das metas do programa. A iniciativa é uma resposta à observação de que as doenças que afetam o sexo masculino crescem como um problema de saúde pública. A população masculina de Juazeiro é de 120 mil habitantes, o equivalente a cerca de 45% de toda a população.

Ao procurar os postos de saúde, os homens irão passar por uma assistência que irá identificar para o profissional, de acordo com os sintomas, se o indivíduo porta ou não alguma patologia. Os PSFs irão oferecer exames preventivos de forma regular, orientação de alimentação adequada às necessidades masculinas, incentivo à prática de atividades físicas e informações sobre a prevenção correta em relações sexuais. Além de promover campanhas de diminuição do consumo de álcool e drogas entre o público-alvo.

Fim do preconceito

O objetivo principal da medida é evitar que os homens adoeçam. Segundo a coordenadora municipal do Programa Nacional de Saúde do Homem, Janaína Noronha de Sousa, a meta é atender uma parcela significativa do público masculino. "O que a gente quer é orientar os homens, através de medidas e ações, para que eles procurem cuidar ainda melhor de sua saúde. É preciso quebrar esse pensamento mágico de invulnerabilidade e essa crença que apenas as mulheres adoecem e precisam de cuidados", afirma.

Para ela, a grande incidência de doenças masculinas está relacionada ao processo histórico e cultural que condicionou os homens a pensarem que são invulneráveis a enfermidades.

Uma das principais causas das mortes masculinas no Município está relacionada a fatores externos, como acidentes de trânsito e violência urbana. Em parceria com o Projeto Romeiros da Paz, a Secretaria de Saúde vai promover campanhas e ações sociais, junto à comunidade, para alertar sobre os perigos e sequelas que os fatores podem causar a saúde.

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem é desenvolvida alinhada à Política Nacional de Atenção Básica, que é a porta de entrada do indivíduo no Sistema Único de Saúde (SUS).

O programa vai buscar parcerias com indústrias, empresas, órgãos públicos e população informal para fortalecer as estratégias de cuidados a saúde e adesão aos tratamentos.

Mesmo não tendo uma informação precisa de quantas pessoas irão aderir aos serviços, a Política Municipal de Saúde do Homem espera atingir, em um primeiro momento, pelo menos, 30% dos homens.

O atendimento acontecerá a partir do mês de dezembro, diariamente, no horário das 16 às 19 horas. Com a iniciativa, Juazeiro quer vencer a barreira do preconceito que ainda predomina entre muitos homens, fazendo-os resistentes às consultas com o fim preventivo.

Meta

45% DA POPULAÇÃO de Juazeiro do Norte é formada por homens. Para atingir o público-alvo nas ações de atenção à saúde, dez equipes de saúde da família serão capacitadas

Fonte:

0 comentários:

Postar um comentário