Rio de Janeiro - Brasil

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Lutador é suspeito de espancar e matar filho de 2 anos no interior de São Paulo

São Paulo - O lutador de jiu-jítsu Tiago Ahmar de Moraes está sendo investigado pela Polícia Civil de Vinhedo, no interior de São Paulo, por suspeita de espancar e matar o filho, Yago, de 2 anos, que morreu no último dia 24. Ele foi preso, após se entregar no Paraná e será transferido para Vinhedo, onde deve prestar depoimento na noite desta quinta ou na manhã desta sexta-feira.

 O lutador de jiu-jítsu Tiago Ahmar de Moraes está sendo investigado pela Polícia Civil de Vinhedo, no interior de São Paulo, por suspeita de espancar e matar o filho, Yago, de 2 anos, que morreu no último dia 24. Ele foi preso, após se entregar no Paraná e será transferido para Vinhedo, onde deve prestar depoimento na noite desta quinta ou na manhã desta sexta-feira.

O menino de 2 anos deu entrada a Unidade de Pronto Atendimento de Atendimento (UPA) da cidade com traumatismo craniano e perfuração de órgãos vitais, no dia 18 de julho e depois foi transferido para o Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp, onde faleceu no dia 25.

Segundo a Polícia Civil, a mãe do menino foi até o 7º Distrito Policial, em Barão Geraldo, e registrou um boletim de ocorrência comunicando o óbito e ainda afirmou que Yago estava internado após sofrer uma queda dentro de sua residência. O BO foi registrado como morte suspeita.

O lutador já tinha o mandado de prisão expedido desde o dia 28 de julho e estava foragido no Paraguai. A família dele ajudou na negociação para que o jovem se entregasse.
Fonte: O Dia

OPINIÃO

Eu já não sei mais o que esperar deste mundo que cada dia se transforma em um lugar extremamente monstruoso. Enfim, numa historia desta, pior que o próprio acusado e quem o apoia sabendo do que fez, é literalmente um pior que o outro!

Cotidiano e Opinião.

0 comentários:

Postar um comentário