Rio de Janeiro - Brasil

sábado, 1 de junho de 2013

Mulher morre com tiro na cabeça após GPS levá-la para favela de São Vicente (SP)


Uma mulher de 52 anos morreu após ser baleada dentro de seu carro no município de São Vicente, litoral sul de São Paulo.

Elza Gomes dos Santos viajava de Campo Grande (MS) para São Vicente orientada por um GPS, aplicativo de navegação, quando por volta das 13h de ontem (31) foi parar em uma favela situada no bairro de Vila Margarida, na cidade litorânea.

De acordo com a polícia, criminosos jogaram uma bicicleta em frente do carro de Santos para que ela parasse. Contudo, Santos tentou fugir e acabou baleada na cabeça.
Os bombeiros a encontraram ainda viva, sentada dentro do veículo. Ela foi encaminhada ao Centro de Referência de Emergência e Internação de São Vicente, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O carro de Santos, que não foi arrombado, tinha malas, eletrodomésticos, câmera fotográfica e uma televisão. Segundo a polícia, é possível que a mulher estivesse se mudando ou que viesse passar uma temporada no litoral paulista.

Seu corpo está no Instituto Médico Legal (IML) do município de Santos (SP) desde ontem à noite, aguardando a liberação da família.
O caso será investigado pela polícia de São Vicente. Até o momento, ninguém foi preso.

Fonte: Folha de S. Paulo

Opinião:

Noticias como essa nos chama a atenção do quanto se espalhou a violência urbana neste País. Coisas deste tipo, alguns anos atrás eram noticias típicas do Rio de Janeiro.

A pouco tempo mesmo um produtor de jornalismo de uma emissora paulista , também por falha no GPS foi parar em uma favela carioca e foi assaltado. Agora acontece com essa mulher em uma favela no litoral de São Paulo, um local que ate pouco tempo, pelo menos para quem e de fora, nem sabiam que existia favela, pelo menos neste grau de periculosidade, sendo que no caso do produtor de jornalismo, pelo menos saiu com vida.

Isso somente confirma o que eu já dizia há bastante tempo: A violência urbana não e “privilegio” nem do Rio, nem de qualquer outra cidade, é sim uma doença que hoje contamina o Brasil inteiro, é um verdadeiro, salve-se quem puder!

Por Uanderson


0 comentários:

Postar um comentário