Rio de Janeiro - Brasil

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Mulher escapa da morte ao mandar torpedo para o ex

Um crime intrigou até mesmo a polícia de Araçatuba, em São Paulo. Uma esteticista de 37 anos foi encontrada presa dentro de um carro, com as mãos e os pés amarrados com fita adesiva e a boca fechada por um alfinete, na noite de domingo. Na barriga da mulher, o criminoso escreveu a caneta as palavras ‘vaca' e ‘calada'. Foi encontrada uma carta com frases ameaçadoras, formadas com recortes de revista. Estacionado na casa da mulher, o veículo estava ligado, e havia uma mangueira plugada ao escapamento, com a ponta voltada para dentro.

A mulher só não morreu asfixiada pela fumaça do carro porque, mesmo amarrada, conseguiu enviar mensagens pelo telefone celular ao ex-marido, que foi até casa dela e a resgatou. A vítima foi levada para a Santa Casa de Araçatuba, onde foi medicada. A esteticista já foi liberada.

Segundo a polícia, a mulher disse ao ex-marido que foi atacada por um homem negro, alto e forte, vestido com uma farda. "Eu nunca vi nada semelhante em meus 25 anos de profissão. Ela disse que era uma farda militar, mas que não se tratava de uma farda da PM. A vítima falou que não conhece o agressor, mas para que alguém que não a conhecia faria isso? Se foi alguém pago para praticar o crime, esse alguém teria sido rápido, teria matado logo a vítima, usado uma arma. Mas não descartamos nenhuma hipótese", disse o titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Araçatuba, Marcelo Cury.

Ainda de acordo com o delegado, a cena do crime, especialmente o carro ligado com a mangueira no escapamento, não deixa dúvidas sobre a intenção do agressor de matar a vítima. O caso está sendo apurado pela polícia como tentativa de homicídio.

Fonte: Meia Hora

0 comentários:

Postar um comentário