Rio de Janeiro - Brasil

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Enfermeiros fazem abaixo-assinado na internet contra "Amor À Vida"



Depois de reclamarem informalmente de como estão sendo representados em "Amor À Vida" e de até se oferecerem para ajudar Walcyr Carrasco na composição dos enfermeiros e suas condutas na ficção, os enfermeiros do Rio de Janeiro resolveram fazer um abaixo-assinado contra a novela na internet.

Para o Conselho Regional de Enfermagem do Rio (Coren-RJ), o texto do autor é desrespeitoso com a categoria e faz referência a ela com "frases absurdas" como "enfermagem é playground de médicos" e "é mais fácil contratar uma enfermeira do que uma empregada doméstica".

"Chega de desrespeito e humilhação no horário nobre. Sabemos que se trata de uma obra de ficção, mas o que as personagens usam e fazem ali formam opinião, viram moda, criam hábito. Fomos aos jornais, rádios e tevês explicar sobre os riscos da má interpretação no limiar entre o real e o fictício, e esclarecer qual o papel da enfermagem na sociedade. 

Mas isso não foi suficiente para sensibilizar. Por isso, chamamos agora a sua participação para num abaixo-assinado mostrar toda a indignação de nossa categoria", diz um trecho do abaixo-assinado, escrito por Pedro de Jesus, presidente do Coren-RJ.

Em junho, quando soube da primeira queixa dos enfermeiros, Walcyr Carrasco argumentou que o autor tem que ter liberdade para criar.

Fonte:

Opinião

A TV Globo por algum motivo parece que tem uma adoração pela medicina, ao mesmo tempo um certo desprezo pelas demais profissões da área da saúde. Não e de hoje que quando a emissora em suas novelas, ou serie aborda temas da área da saúde, dificilmente a emissora retrata as outras profissões da saúde de forma respeitosa.

Por mais importante que o medico seja, eles dependem do auxilio das outras ciências da saúde. Enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais, etc.., se existem e porque seu trabalho tem peso para a sociedade.

Me lembro de uma cena da novela  “Viver a Vida”, em que um personagem do ator Mateus Solano, que era medico, estava em uma lanchonete e conversando com uma amiga que trabalhava no local, a atendente disse que faria vestibular para psicologia. Ele então disse: Porque toda garota que conheço diz que vai fazer psicologia, porque não faz medicina? Ela disse: Há mas e mais difícil. Ele então disse que” era só ela estudar mais um pouco.

Será que para o “Maneco” todos aqueles que tentam vestibular para algo que não seja medicina e somente porque tem “ preguiça de estudar”?

Nesta mesma novela, a personagem da atriz Aline Moraes, ficou tetraplégica. Em uma cena ela foi à consulta com o medico acompanhada pela sua “enfermeira”. A cena foi uma total demonstração da falta de conhecimento por parte da Globo sobre a atuação dos enfermeiros. Pois o tal medico identificou uma área que estaria propensa a surgir uma ulcera por pressão. A personagem da Aline Moraes , furiosa mandou a “enfermeira” ver. Depois o medico disse para a personagem “Luciana(Aline Moraes) para pedir para sua fisioterapeuta orientações de como prevenir essas ulceras por pressão.

Na vida real são os enfermeiros responsáveis pela prevenção destes acometimentos, tanto que quando um paciente apresenta estas patologias, logo é dito que foi falha da enfermagem. No caso das novelas da Globo, os enfermeiros servem apenas para empurrar cadeiras de rodas.

Mas não e somente os enfermeiros que são vitimas do desconhecimento da TV Globo do porque existem, os fisioterapeutas também estão furiosos com a atual novela das nove da Globo. Na pagina do COFFITO(Conselho federal de Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais), há um texto de agravo contra a trama de Walcyr Carrasco, em relação aos fisioterapeutas que nesta novela trabalham sobre “ordem dos médicos”.

Vejam o texto no link abaixo:


por Uanderson



0 comentários:

Postar um comentário