Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 1 de janeiro de 2012

Facebook é responsável por um terço dos divórcios na Grã-Bretanha


O jovem empreendedor americano Mark Zuckerberg já é um dos maiores destruidores de lares na Grã-Bretanha. Segundo estudo divulgado neste sábado pelo site especializado em divórcios Divorce-Online, o Facebook é citado como motivo de uma em cada três separações no país.
De acordo com o relatório, 33% dos 5.000 entrevistados citaram que mensagens inadequadas para pessoas do sexo oposto e comentários de ex-namoradas (os) na maior rede social do planeta provocaram desavenças conjugais - em 2009, o site foi mencionado em 20% dos pedidos. “O contato com antigos(as) pretendentes do sexo oposto pode até ser inocente, mas provoca inúmeras discussões”, afirmou o porta-voz do site, Mark Keenan, ao jornal britânico Daily Mail. O Twitter foi outra plataforma digital a ser relatada: segundo o estudo, 4% das pessoas entrevistadas citaram o microblog.

A Grã-Bretanha não é a primeira nação a sofrer com o crescimento de divórcios por conta das redes sociais. De acordo com pesquisa divulgada em março pela Associação dos Advogados Matrimoniais dos Estados Unidos (American Academy of Matrimonial Lawyers), o Facebook é citado em um em cada cinco divórcios.
Fonte:
Opinião
Acho que as redes sociais não podem ser culpadas por problemas conjugais. A questão de pessoas se divorciarem por causa da utilização do dessas redes, na verdade esses casais já deveriam estar em crise, pois o casal que tem união, e principalmente vinculo um com o outro, jamais irá cair neste tipo de situação, a não ser se a pessoa que resolve trocar seu (a)parceiro(a) por outro “ cibernético” tiver cabeça oca!






0 comentários:

Postar um comentário