Rio de Janeiro - Brasil

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Caso de abuso sexual no Metrô de São Paulo gera revolta nas redes sociais.



O caso da repórter Caroline Apple, que sofreu abuso sexual dentro de um vagão do Metrô de São Paulo, ganhou grande repercussão nas redes sociais e gerou revolta entre os internautas que dependem do transporte público na cidade.

O episódio aconteceu entre as estações Brás e Bresser da linha 3 – Vermelha, na última quarta-feira (27), por volta das 19h30, quando um homem se masturbou e ejaculou na calça da jornalista.

"Não notei nada até a porta estar prestes a se abrir e o barulho da movimentação intercalar com a respiração ofegante dele atrás de mim. Saí do vagão olhando para trás, desconfiada, e ele também saiu e me olhou. Foi quando meus pés tocaram a escada rolante que senti parte da minha calça esquentar. Quando coloquei a mão nela, notei que ela estava molhada", declarou Caroline em relato publicado no portal R7.

A repórter desabafou dizendo que sentiu nojo e imediatamente procurou um funcionário do Metrô. No entanto, segundo ela, o servidor chegou a acompanhá-la para procurar o suspeito, mas afirmou que não poderia fazer mais nada e que ela deveria ter se manifestado no momento do ato para que os próprios passageiros a ajudassem.

No Twitter, internautas se solidarizaram com o relato de Caroline e reivindicaram mais segurança no transporte público.

Fonte: BOL
http://zip.net/bxrmcg

0 comentários:

Postar um comentário