Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 4 de agosto de 2013

Mistério: babuínos de zoológico holandês viram as costas para os visitantes.

O comportamento bizarro de um grupo de babuínos em um zoológico holandês causou curiosidade entre os freqüentadores e tratadores, e a causa deste comportamento foi apontado desde um terremoto ate a presença de um OVNI.

Normalmente vistos correndo ao redor em sua ilha no zoológico do norte da Holanda, o grupo de 112 macacos têm sentado, como se estivessem congelados no chão e virando as costas para os visitantes esta semana.

Os babuínos até perderam os seus apetites, dizem os zoólogos perplexo. Sob o que estaria provocando tal comportamento ouviram várias teorias do que pode estar por trás do comportamento estranho dos animais.

"Eles ficaram em pânico no final do dia, na segunda-feira, eles estavam histéricos, não pulavam, mas se comportando estranhamente, ' disse o zoólogo Wijbren Landman à AFP.

"Na terça e quarta-feira ficaram nas árvores ou no chão, mal se moveram ou comeram.

Mr Landman descreveu várias teorias propostas para explicar as cenas bizarras no zoológico, com alguns sugerindo que os babuínos podem ter visto um predador - real ou uma imagem de uma camiseta de um visitante - ou sentiram os rumores de um terremoto .

"A sugestão mais louca é que tal comportamento tenha sido causado por um “E.T”, 'Mr Landman disse.

Babuínos no zoológico que nasceram em cativeiro, têm se comportado desta forma quatro vezes nos últimos 20 anos, disse a equipe da Emmen Dierenpark.

Mas essa atividade não foi observada entre os babuínos em qualquer outro lugar, seja em cativeiro ou na natureza, de acordo com um relatório no Huffington Post.

Especialistas consultados pelo pessoal do “Emmen Dierenpark”, até agora não conseguiram lançar alguma luz sobre o mistério, mas os animais têm mostrado sinais de retorno à normalidade.

Alguns dos babuínos conseguiram comer alguns pequenos pedaços de maçã, alem de alimentos preparados pelo pessoal do zoo para receberem vitaminas e minerais vitais.


0 comentários:

Postar um comentário