Rio de Janeiro - Brasil

sábado, 31 de agosto de 2013

Médicos brasileiros hostilizam médicos cubanos ao desembarcarem no Brasil.


O vídeo abaixo mostra um grupo de médicos brasileiros vaiando médicos cubanos ao desembarcarem no Brasil.

video

Trabalho na área da saúde e infelizmente a realidade é que com raras exceções, os médicos  se sentem como deuses intocáveis. No interior do Brasil por falta de médicos muitas vezes enfermeiros precisam prescrever ate antibióticos. É errado? sim mais vai fazer o que se não tem médicos? Irão deixar o povo morrer?

E justamente pela falta do profissional medico em muitas cidades brasileiras que o governo federal criou no SUS uma serie de protocolos para controle de certas doenças, como Diabetes, hipertensão, hanseníase e DSTS onde o enfermeiro por estes protocolos podem diagnosticar e prescrever medicamentos contidos nesses protocolos na rede básica de saúde.

Os médicos tentaram a todo custo acabar com estes protocolos com o "ato medico", que definia o que era atuação exclusiva dos médicos e o que poderia ser realizado por outro profissional de saúde. E óbvio que eu como qualquer outro cidadão pela lógica quer ter um medico para se consultar. Imaginem ir a padaria comprar um pão e saber que um mecânico e que fez o pão, ou vice versa?

Na área da saúde não pode haver erros pois são vidas em jogo e por tanto quando se trata por exemplo em diagnostico de doenças o medico e o profissional mais preparado para isso, querendo ou não a realidade é essa, a formação medica e a mais abrangente, profunda dando a estes profissionais maior conhecimento do funcionamento da maquina humana como a causa de seus defeitos.

Porem a falta dos médicos em muitas cidades brasileiras afastadas dos grandes centros deixa a população em uma situação difícil. O problema e falta de estrutura, salários para conseguir fixar os médicos nestes lugares? Pode ser, mas ate que as coisas se resolvam o que essa população que estão as margens do atendimento medico ira fazer?

A presidente Dilma e o congresso sabidamente vetaram alguns artigos do “ato medico”. 

Enfermeiros e outros profissionais de saúde não querem fazer o que é do medico, caso contrario logicamente fariam medicina, mas enquanto em nosso País ainda existir esse abismo de em certas localidades não existir médicos estes protocolos serão necessários.

A contratação dos médicos cubanos vai no mesmo sentido, não e o ideal, mas no momento toda ajuda será bem vinda, a população carente sem assistência medica agradece!

Por Uanderson

0 comentários:

Postar um comentário