Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 11 de maio de 2014

A Copa e Olimpíadas deixam Brasil refém das greves.


A greve e um instrumento que todo trabalhador tem para poder brigar por seus direitos, seja melhor salário, melhores condições de trabalho.  Porem algumas vezes essa “arma de defesa” que o trabalhador tem vai afetar a vida mais de outros trabalhadores do que o próprio patrão.

E o caso das recentes greves ocorridas pelo Brasil a fora. Muitos sindicatos estão aproveitando a proximidade dos grandes eventos que o Brasil irá sediar, já no próximo mês teremos a Copa do Mundo, para promoverem greves.

No Rio, a mais recente foi à greve dos motoristas de ônibus. Os rodoviários, assim como qualquer outro profissional tem todo direito de brigar por seus direitos, mas acho que quando decidem entrar em greve, deveriam anunciam a população com ampla antecedência.

E não foi bem isso que ocorreu, a greve pegou de surpresa a população que depende desse meio de transporte. Quem iria sair de casa para trabalhar, poderia optar em faltar o trabalho, mas quem trabalha à noite e estava na rua esperando uma condução para voltar para casa?

A opção eram as vans que estavam cobrando preços absurdos para fazer um itinerário comum que normalmente é o preço padrão do ônibus no Rio, três reais. Havia vans cobrando ate 10 reais. Sem opção ou paga ou volta para casa a pé.

Nesta próxima segunda feira, mas uma greve aguarda o Rio, desta vez são os professores das redes estadual e municipal, que já haviam paralisados os serviços ano passado quando os alunos ficaram três meses sem aulas. Quando decidiram retornar ao trabalho foi decidido que essas aulas seriam repostas.

Porem não foi isso que se viu, ate porque não tem como repor três meses de aulas em um mês e ainda por cima somente aos sábados. Os alunos das escolas publicas já sofrem com uma deficiência no aprendizado, os estudantes da rede municipal ainda tiveram um tempo atrás a chamada aprovação automática que passavam de serie mesmo não sabendo ler.

Hoje têm aluno no segundo grau que pode ser considerado analfabeto funcional ler, mas se o perguntar o que acabou de ler, o cara não sabe responder. Sei que os professores tem mesmo que brigar por seus direitos, todos os profissionais de qualquer área teve ou tem um professor, mas acho também que antes de tudo nos temos também que ter a consciência de cidadão.

Será que os filhos dos professores estudam nas escolas publicas? Esses alunos que hoje enfrentam essa dificuldade toda em estudar terão dificuldade de conseguir passar em um concurso, em um vestibular.

Penso assim, se a greve e necessária, tudo bem, mas TODAS AS AULAS DEVEM SER REPOSTAS! Não tem esse de “ há vamos selecionar o mais importante para repor” tudo é importante, caso contrario não haveria necessidade de estudarmos de segunda a sexta, estudaríamos quinzenalmente!

Acho que nessa hora deve haver a participação dos pais, em cobrar do poder publico que as melhorias prometidas aos professores sejam efetivamente implantadas, da mesma forma cobrar dos sindicatos e dos próprios professores que essas aulas sejam dadas, matéria por matéria. Mas infelizmente muitos pais só se preocupam em levar seus filhos para escola para não perder a bolsa família e não pelo aprendizado e futuro de seus filhos. Não e a toa que o Brasil e um País atrasado.

Há uma inércia de todos os lados. Do poder publico, os políticos são farinha do mesmo saco, só pensam em proveito pessoal, não há comprometimento efetivo com a nação. A política brasileira é uma espécie de farra do boi, cada um quer um pedaço. Ser político e uma profissão de barganha, ao mesmo tempo um puleiro para artistas e atletas em final de carreira que também só quer os benesses que o cargo publico oferece durante seu mandato.

E os cidadão também tem sua parcela de culpa em não se interessar em quem esta votando. Vota no cara porque e da mesma religião e o pastor/padre mandou, e uma verdadeira marionete, outros votam porque acharam o cara “bonitinho”, outros e porque são fãs do artistas, então votos e se ferram!

O desinteresse na vida política e tamanha que quando os caras compram jornal, só lêem a pagina de esporte, os resto jogam fora, depois não sabem o que esta ocorrendo na ponta de seu nariz.

O Brasil para se tornar uma nação melhor depende de todos nos, precisamos usar nossa democracia para o bem, ir as ruas protestar sim, mas saber o porque esta protestando e não simplesmente porque esta na moda. Que tipo de lugar queremos para nos estando apáticos e só se preocupando com coisas supérfluas? Copa  do Mundo? Campeonato Brasileiro? Neymar? Estão todos com o rego cheio de dinheiro!

Temos que ser participativos na vida política, em todos os momentos e não apenas querer tirar vantagem para um grupo se aproveitando de eventos que o País irar sediar para fazer uma espécie de chantagem com os governos.

No final quem perde são todos nos, os políticos daqui a pouco saem, mas o País onde nosso filhos viverão estará cada vez mais atrasado e achincalhado.

PS: Os Olimpíadas correm o risco de não ocorrer no Brasil devido os atrasos das obras... quem é que perde com isso? A Dilma? O prefeito do Rio? Ou a cidade que se isso ocorrer passará por um vexame sem precedentes no exterior? É quem é a cidade do Rio? É o Pão de Açúcar? Ou somos nos que vivemos aqui? E para pensar.......

UAN Noticias.

0 comentários:

Postar um comentário