Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 18 de maio de 2014

Maio: Mês da Enfermagem!


Neste mês de Maio se comemora a semana da enfermagem, dia em que são realizadas palestras, oficinas com assuntos pertinentes a enfermagem, em varias instituições de ensino no Brasil.

A enfermagem e uma profissão que tem historia relevante na área da saúde, são operários que trabalham sem estrelismos característico dos médicos, mas suas ações se refletem no dia a dia do paciente os quais ficam em seus cuidados 24h por dia.

Mas infelizmente apesar da importância, a profissão e pouco valorizada. O fato da profissão ser dedicar aos cuidados, muitos acham que a enfermagem tem como única função a higienização dos pacientes.

Ainda que fosse, para quem não sabe e justamente no banho no leito que o enfermeiro e sua equipe de técnicos conseguem avaliar o estado geral do pacientes, o que mostra que esta ação não é meramente passar um pano com água em um corpo sob a maca, e sim uma ação que requer um conhecimento clinico que aos olhos de um leigo passariam desapercebido.

A enfermagem e uma área onde seu lema é cuidar. É dividida em duas profissões : Técnicos de enfermagem e Enfermeiro. Essa divisão gera uma certa confusão no publico em geral que confundem o técnico com o enfermeiro, na realidade as pessoas acham que é a mesma coisa.

Apesar do cuidar ser sua premissa, cada profissão tem sua competência que é de acordo com seu grau de conhecimento. O técnico de enfermagem, é o profissional de ensino médio técnico. 

O curso dura em torno de dezoito á 24 meses, da ao profissional competência para atuar em procedimentos simples aos de media complexidade.

O enfermeiro e o profissional de nível superior. O curso tem duração de cinco anos (10 períodos) e da ao profissional a responsabilização de todos os serviços de enfermagem, inclusive atenção exclusiva aos pacientes críticos, alem de ser o responsável técnico pelos técnicos de enfermagem.

A categoria profissional ainda sofre com os baixos salários e a precarização dos serviços, com uma carga horária exaustiva . Atualmente estão lutando para a redução da carga horária para 30 horas, mas ate agora tem tido resistência por parte dos empregadores inclusive do próprio governo que nos bastidores tem feito de tudo para barrar o projeto sob desculpa de aumentos dos gastos.

Uma menor jornada de trabalho e uma remuneração que seja compatível com a responsabilidade que esses profissionais possuem, seria importante para reduzir os erros de enfermagem que em sua maioria e por conta da exaustão do profissional que por conta dos baixos salários fazem malabarismo para conseguir se manter em vários empregos.

Outra coisa que incomoda os profissionais desta área e a falta de respeito que alguns meios de comunicação tem com a categoria. 

Lembram da profissão quando criam um personagem da enfermagem para uma novela, como ocorreu na ultima trama das 21 horas exibida pela TV Globo, em que a equipe de enfermagem sofreu todos os tipos de absurdos e abusos, a enfermagem foi tratada literalmente como uma profissão subalterna da medicina, que embora alguns ate tentam fazer, mas na pratica a enfermagem e uma profissão autônoma, técnico científica importante para toda a sociedade.

Infelizmente muitos desses formadores de opinião só verão a importância da equipe de enfermagem quando necessitarem de seus serviços.

PS: alguns profissionais de enfermagem notaram que a TV Globo lembrou do dia do gari, mas não o dia do enfermeiro. Bom já e de conhecimento que esta emissora atende aos interesses da elite dominante deste País e que a enfermagem infelizmente não esta inserida( ainda, mas o Brasil esta mudando).

O fato de a emissora lembrar dos garis e simplesmente uma estratégia de se aproximar do publico tido como classe C, neste sentido lembrar dos garis e uma forma de tentar fazer que as pessoas vejam na Globo um ar mais popular e menos elitista , apenas isso, na pratica não sendo “doutor” para eles é resto!

UAN Noticias.




1 comentários:

  1. Muito bonito seu texto, mas a realidade da enfermagem BEM OUTRA!!! sou formado em enfermagem, terminei minha graduação em julho de 2013. Ja entreguei curriculo em TODOS OS LUGARES POSSÍVEIS e nada! sabe porque? porque pedem experiência!! Como pode não dar oportunidade para quem esta começando?

    So conseguem o pessoal que tem o famoso pistolão. Quando comecei a graduação vi algumas pessoas falarem mal da enfermagem principalmente por ser desunida, na época conversando com um professor, falei o que ele achava deu trocar de curso e fazer biomedicina. Ele disse que eu deveria continuar na enfermagem, porque biomedicina e fechado, mercado so em São Paulo ou Minas, já enfermagem não falta emprego.

    A realidade e outra, so entra no mercado quem tem quem indique ou se já for técnico de enfermagem, ai eles aproveitam como experiência de técnico. Da minha turma so esta desempregado quem não foi técnico de enfermagem antes, uns cinco, contando comigo.

    E por isso que a enfermagem é o que é, uma profissão vista como não cientifica somente técnica, porque eles não avaliam nos processos seletivos o conhecimento acadêmico, dana-se se eu fui um excelente aluno de tirar 10, o que importa é se tem experiência ou não, se for técnico de enfermagem ate entra, se for enfermeiro sem ser técnico de enfermagem esta fora.

    Ai o pessoal diz. Faz concurso mais ai vem outra merda! Porque estão privatizando TODOS OS HOSPITAIS PÚBLICOS, e as Organizações Sociais OS. So contratam com experiência profissional.
    As faculdades deveriam por como lembretes aos aspirantes a enfermeiros: so se matriculem se já forem técnicos de enfermagem.

    Augusto Alexandre

    ResponderExcluir