Rio de Janeiro - Brasil

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

A intolerância religiosa no Brasil



O Brasil é um País conhecido como uma das maiores democracias do mundo, onde pessoas de religiões diferentes, costumes diferentes convivem de forma harmônica, diferente de algumas nações que o ser “diferente” e digno de prisão.

Podemos dizer que nosso País realmente foi assim por algum tempo, hoje parece que estamos retornando a idade media com direito a caça as bruxas. Com o crescimento das religiões protestantes, que no Brasil se designa evangélicas, vem crescendo também de forma nítida a intolerância a tudo que para essas religiões seja contrario.

Vemos na política deputados da bancada evangélica pressionando o governo contra medidas a favor de gays, na própria TV vemos nos programas de igrejas que hoje prolifera a maioria das emissoras de TV aberta , pastores e semelhantes falarem mal de outras religiões em seus discursos e fica por isso mesmo.

Agora parece que virou crime no Brasil à pessoa falar publicamente sua religião, a não ser é claro se for evangélico, mas se disser que e espírita ou semelhante será duramente “metralhado” em redes sociais, assim como vimos o caso recente da cantora Paula Fernandes que ao falar que é espírita em uma rede social, foi duramente criticada por pessoas de outras religiões, a maioria evangélica.

Ate onde isso vai parar? Será que o País laico da constituição é um blefe? Que democracia essa onde as pessoas não tem mais o direito de viver a vida que quer? O que ocorre no Brasil e que a população não esta amadurecida para viver de forma plena a democracia. Essa palavra para muitos tem um significado individual, ou seja a democracia vale apenas para certos grupos, que estão a cada dia se tornando maioria e se achando no direito de decidir os rumos do Pais, a cultura e etc..

Muitos evangélicos vivem num mundo particular, como eles mesmos dizem, não são “do mundo”, e por isso votam apenas em candidatos evangélicos(que o pastor manda votar) só ouvem musicas evangélicas, etc.. Só faltam comer boi se esse antes for convertido.

Se continuarmos desse jeito a tão falada rica cultura brasileira, se extinguira como uma musica de uma nota só. 

O que os evangélicos, católicos, etc.. precisam compreender é que o preconceito só cria um ambiente de hostilidade que só trará prejuízos ao País. Se Deus nos deu o livre arbítrio como pode alguém condenar essa ou aquela pessoa se seguir a religião que for? Cada individuo tem a liberdade de decidir sobre sua vida, inclusive o direito de ir para o inferno se assim desejar.

É lamentável acontecimentos como esse que empobrece nosso Pais naquilo que tinha de melhor, que era a boa convivência entre diferentes. Uma pena....

Por Uanderson

0 comentários:

Postar um comentário