Rio de Janeiro - Brasil

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Greve de professores das universidades, como ficam os alunos?


O governo federal cedeu e ofereceu nova proposta de reestruturação de carreira às entidades sindicais dos professores dos institutos e universidades federais. Depois de mais uma rodada de negociação, para colocar fim à greve que já dura 69 dias, foram oferecidos reajustes que variam entre 25% e 40% para todos os docentes.
Um dos sindicatos do movimento dos professores grevistas, aceitou a proposta, e irá discutir junto aos filiados. A pergunta que me cabe fazer é: e os alunos diante disso tudo? Como fica o semestre que esta praticamente perdido?
Como os mestres irão fazer para repor essas aulas? Será na base do “ empurra trabalhos”?, daqueles onde o mestre chega na sala e diz:” vocês terão que fazer um trabalho sobre o tema “x” contento trezentas paginas para entregar amanha!?,
Ou então quem sabe não fazem o que muitos já praticam, que é chegar na sala de aula, “jogar” uma matéria no quadro, e quando um aluno diz que não entendeu, o mestre responde: “ a biblioteca esta ali!”.
Todo profissional merece respeito quanto seu trabalho e rendimentos justos, ainda mais se falando de professor, mas e preciso haver racionalidade nesses momentos de negociação, afim de não prejudicar quem não tem nada com isso.
Os alunos, como fica nesse situação? Serão repostas as matérias de forma satisfatória? E para quem perdeu oportunidades como, estágios, intercâmbios, enfim, como ficam? A UNE tem algum plano ou pelo menos, conselho, para alunos prejudicados com essa greve?
Se não tiver, e essa greve não acabar logo, bem que seria  hora dos alunos fazerem greve, pois se todo mundo já teve um professor, todo professor também já foi aluno, e deveriam por tanto alem de pensar no seu bolso, também pensar no futuro alheio!!

Uanderson



0 comentários:

Postar um comentário