Rio de Janeiro - Brasil

sábado, 23 de março de 2013

Deputado do “Piauí” propõe PEC para mudar distribuição dos royalties. Assalto ao Rio parte 2!


Assim como uma revoada de morcegos sedentos de sangue em uma noite de poucas presas disponíveis, são os deputados da bancada dos estados NÃO produtores em busca de dinheiro rápido e fácil extraído dos cofres dos outros, no caso os royalties.

Após esta semana em que a ministra do Supremo Carmen Lucia ter dado liminar suspendendo temporariamente a nova lei que causara um rombo nas contas dos estados produtores, sobre tudo o Rio de Janeiro, deputados dos estados não produtores resolveram partir para o “tapetão” já prevendo uma possível derrota no Supremo.

Agora eles querem mudar a constituição, com a criação de uma PEC a qual define a distribuição dos royalties para todos os estados, inclusive para os campos já licitados.

Esse medida por si já demonstra que esses deputados sabem que a lei votada no congresso e inconstitucional e por isso agora querem mudar a constituição justamente para que ninguém possa falar que roubar os recursos alheios e inconstitucional.  

Essa aberração mostra também que por trás disso tudo há uma perseguição ao Rio de Janeiro. Em uma declaração a imprensa sobre essa tal PEC, o deputado do Piauí Marcelo Castro reconhece que esta mudança e mais radical contra o Rio de Janeiro: "Pela PEC o Rio de Janeiro perde. E perde não é pouco não, perde muito", disse o deputado. "E a intenção é essa mesma", completou.”

Para justificar toda essa truculência contra o ente da federação, o tal deputado justifica que o governador do Rio de Janeiro foi inflexível em negociar na época da tramitação do projeto.

 “...o Rio de Janeiro perde. E perde não é pouco não, perde muito", disse o deputado. "E a intenção é essa mesma", completou o deputado do Piauí”

Porem a questão e que essa medida absurda não afetara o atual governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, uma vez que esse ocupa um cargo transitório, ano que vem tem eleição, tal medida prejudica o povo do Rio de Janeiro que aqui vive, e quando digo povo do Rio não me refiro apenas aos nativos, cariocas e fluminenses, incluo todos que vem de outras partes do Pais para aqui viver, inclusive muitos piauienses que buscaram no Rio esperanças de uma vida melhor.

Outra prova que o ataque e pessoal ao estado do Rio e que a tal PEC trata apenas os royalties do petróleo e não os demais pagos pelo governo a estado produtores, como Mineiro, água, agricultura etc.., neste ponto os deputados em questão acham certo que esses recursos fiquem com quem produz, não usam o mesmo subterfúgio que utilizam no caso do petróleo. Acho que se tem minério em terras brasileiras todos tem direito, mas para os deputados na briga em questão o lema é: Dois pesos, duas medidas!

Por Uanderson de Aquino

0 comentários:

Postar um comentário