Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 7 de junho de 2015

Dionne Warwick mais que uma cantora, uma lenda da musica!




Nesses dias indo ao trabalho fui obrigado a ouvir as musicas de um cidadão que se sentou ao meu lado no ônibus.

Hoje em dia e muito comum que pessoas sem noção ao invés de ouvir suas musicas com fone de ouvido, preferem deixar seus celulares tocando as musicas em alto volume para que todos em sua volta compartilhem suas canções, que na maioria das vezes são de péssimo gosto.

E lá vai, sertanejo, o pagode mela cueca e o pior o funk daquele em que o refrão diz: senta, senta, senta... enfim com sua riqueza poética.

Gosto não se discute, mas atualmente as musicas tanto nacionais como as internacionais estão de mal a pior, sem criatividade, letra e melodia andam separadas, e ainda pior cantadas por artistas feitos nas coxas pela indústria musical.

Hoje trago no blog uma pequena homenagem a uma artista, e de certa forma, a nossos ouvidos. 

A cantora que me refiro e Dionne Warwick, americana, prima de primeiro grau de Whitney Houston, Com mais de 50 anos de carreira, estima-se que tenha vendido mais de 66 milhões de cópias de seus discos.

Dentre tantos sucessos, posso citar I'll Never Love This Way Again lançada em 1970 e que foi regravada pela cantora Jesuton, (Rachel Jesuton) que foi tema da novela Salva Jorge da tv Globo.

Não só as musicas, mas cantores como Dionne não se tem mais, e como se a forma da arte tivesse se perdido, e por isso temos que se contentar, com os “disconcertos” tocados nas rádios que agora para piorar a situação, no Rio de Janeiro o gospel tomou conta, nada contra, mas as letras são tão repetitivas que quando acaba de tocar uma, e começa a outra nem da para perceber que houve troca de musica, e um tal de inimigo derrotado para lá, inimigo derrotado para cá...

Fica então um vídeo que esta no youtube e que compartilho via blogger para que você possa curtir um pouquinho do que pode-se dizer verdadeiramente, uma boa musica e uma excelente cantora com voz sem igual.

Por Uanderson de Aquino.
            

                          

0 comentários:

Postar um comentário