Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 6 de maio de 2012

TV Aberta perde audiência, e Record tem queda de 12% em Abril.


Um fenômeno que vem ocorrendo ha algum tempo, a queda de audiência na TV aberta, periodicamente e assunto nos grande jornais. Porem alguns desses veículos ou por não ter a capacidade de analisar de forma coerente esses dados, ou talvez propositalmente, quando noticiam essas perdas, colocam a Globo como alvo das manchetes, como se apenas ela tivesse perdido audiência, porem lendo a noticia completa, vemos que não é bem assim.
Nesta semana, o colunista Ricardo Feltrin do Jornal F. de São Paulo, publicou uma matéria onde o titulo diz: “Globo e SBT têm pior ibope nacional de todos os tempos”. A matéria em questão correlaciona dados de 1997 para cá, onde segundo ele Globo e Sbt apresentaram o pior desempenho no mês de Abril, se comparado a este mês nos anos anteriores.
 Porem quando lemos a sua matéria, vemos que o titulo de sua reportagem não se condiz de forma completa com a informação que ele esta passando. Como pode um jornalista que e especialista na cobertura de assuntos de TV da “ um mole desses!” Ou sua intenção era justamente vender jornal, ou esta precisando de uma reciclagem na profissão.
Senão vejamos:
1º Fazer qualquer comparativo com a década de noventa, oitenta, e algo completamente sem lógica levando em consideração as mudanças que o Brasil obteve nos últimos dez anos, que provocaram uma significativa alteração nos hábitos dos brasileiros.
Em 1997 por exemplo, a quantidade de pessoas que tinham condições de possuir TV por assinatura era muito pequena, alem de não haver concorrência no setor, com isso o plano mais simples era os olhos da cara, as condições dos brasileiros não os permitiam esse “luxo “.
Desta forma TV por assinatura no Brasil era para poucos, mais ou menos como um caviar : “ nunca comi, mas já ouvi falar...” A TV aberta, neste período era a única opção, com isso a audiência das emissoras de maneira geral eram maiores, principalmente da Globo por concentrar o maior numero de telespectadores.
2º nos últimos dez anos, a renda do brasileiro aumentou, hoje já e noticiado a nova classe media brasileira, ou classe “C”, que vem sendo a “ menina dos olhos” do mercado financeiro, seja bancos, comercio e ate a TV, vem trabalhando para conquistar esse publico.
Essa nova classe media, tem hoje a oportunidade de poder usufruir de internet banda larga, TV por assinatura, alem de outras opções de entretenimento que antes não tinha, e isso obviamente se reflete na audiência da TV aberta, já que uma vez que um individuo passa a ter outras formas de diversão, sobra menos pessoas frente a TV, principalmente os mais jovens.
Por isso a Globo que durante décadas sempre concentrou o maior contingente de telespectadores, seja qual for o período estudado, comparando com o atual, tendera a se mostrar  com a maior perda.
Porem se o motivo da queda de sua audiência não foi sua concorrência, e sim mudança de hábito dos brasileiros, não e inteligente comparar com outros períodos e sim com o que vivemos atualmente, a não ser se a intenção for de má Fé.
Analisando a conjuntura brasileira e televisiva da ultima década, vemos sim a Globo conseguindo manter sua liderança  e ainda com folga em relação sua principal concorrente, mesmo com investimentos bilionários desta.
Olhando por este foco, vemos a Record como a emissora que sofreu uma queda acentuada.  Isto porque mesmo o SBT tendo perdido a vice liderança, podemos perceber que a emissora ainda esta mais para vice do que para terceira, alem disso tal queda na emissora de Silvio Santos , e mais por culpa do mesmo em não ter investido e ousado como deveria, administrando sua emissora como se fosse seu brinquedo, do que pela concorrência em si.
A Record depois de investir bilhões na ultima década, chegou a anunciar que alcançaria a liderança em 2010. Porem por falhas estratégicas e de certa forma por preconceito de uma parcela da população que ainda liga a emissora a Igreja Universal, o fez não alcançar este objetivo, pelo contrario.
Enquanto em 2008 a Record tinha alcançado a metade da audiência da TV Globo na grande SP, atingindo a liderança em vários momentos, hoje somente o horário da manha ainda incomoda a Globo, fora isso, tem obtido péssimo desempenho, no horário da tarde perde para o SBT, e no horário nobre, que já foi seu forte, hoje também briga com o SBT e sua nova novela, “Mascaras” tem perdido com freqüência para a emissora de Silvio Santos, atingindo menos de dois dígitos no Ibope de São Paulo.
No mês de abriu a emissora que perdeu mais audiência foi justamente a Record com queda de 12% em relação ao mesmo período do ano passado.
Em outras cidades o resultado ainda e pior, como em Minas, onde no dia três deste mês, a Record fechou a media dia com 4.2, o SBT 4.3, Outros aparelhos( TV por assinatura, vídeo game, DVD, etc..) 7.8 e a Globo liderou com 17.1.
Como podemos ver a TV aberta vem perdendo publico para outros meios, e a Globo por ser detentora da maior audiência, inevitavelmente perde junto, porem mesmo assim mantém a liderança. Isso mostra que o grande publico tem mudado seu comportamento estando menos tempo frente a TV, porem ainda preferem sintonizar a Globo, que perde publico para outros meios, e não para sua concorrência.
Muito embora se analisarmos bem a Globo perde de um lado e acaba ganhando de outro, já que como a emissora possui “ braços” em outros seguimentos, consegue se manter líder de maneira geral, como exemplo a própria TV por assinatura, onde a Globo tem presença pela Sky.

E tem mais, uma reportagem recente, mostrou que dos canais pagos, a Globo lidera, isso sim preocupa, pois mostra que o brasileiro talvez esteja meio “deslumbrado” com a atual fase financeira, pois pagar para assistir algo que e oferecido de graça, é o OOOOOOOOOO!

Fonte de pesquisa:
Por  Uanderson de Aquino











0 comentários:

Postar um comentário