Rio de Janeiro - Brasil

terça-feira, 1 de maio de 2012

Rondônia: Desembargador determina retorno ao trabalho em 80% dos profissionais de saúde que estão fazendo greve geral no estado.


Os dirigentes dos Sindicatos da Saúde (Sindsaúde), Médicos (Simero) e Agentes Administrativos (Sintraer) foram notificados na manhã de hoje por um oficial de Justiça sobre a decisão liminar que determina a manutenção de 80% dos servidores grevistas nas unidades hospitalares estaduais.
Falta agora notificar o presidente do Sindicato da Enfermagem (Sinderon), Angelo Florindo, que está no interior realizando assembleias nas unidades para conseguir adesão para a paralisação. A Enfermagem é o único segmento da saúde estadual que continua com 70% de paralisação.

A liminar que determinou a manutenção de 80% dos servidores da área trabalhando normalmente nos hospitais, além da proibição de realizar piquetes nem promover invasões aos hospitais, em especial ao Pronto Socorro João Paulo II, é do desembargador Rowilson Teixeira, no início da noite de sexta-feira (27). A liminar foi impetrada pela Procuradoria Geral do Estado.

Entre as considerações do magistrado, registrou que embora seja um direito constitucional, a greve deve manter “harmonia com o regramento jurídico”. Além disso, observou que em serviços essenciais como a saúde pública, o movimento paredista deveria ser deflagrado com após comunicado com 72 horas de antecedência.

As multas arbitradas para o caso de desobediência da liminar foram de R$ 100 mil para os sindicatos, podendo esse valor ser elevado para R$ 500 mil, mais multa diária de R$ 500 aos dirigentes sindicais.
Fonte:
http://www.rondoniagora.com/noticias/greve-na-saude-sindicatos-sao-notificados-sobre-decisao-de-desembargador-2012-04-30.htm

0 comentários:

Postar um comentário