Rio de Janeiro - Brasil

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Carioca se acha esperto, mas não passa de Zé mané..




Zé Carioca ou Ze´mané?
Refletindo sobre o povo carioca a respeito de assuntos diversos, cheguei a conclusão que o carioca gosta de “ bater palmas para malandro dançar”. Como assim? Talvez você leitor tenha se perguntado.Cheguei  a esta conclusão pelo fato do Rio em varias situações foi alvo de deboches, cobiças, e seus representantes dificilmente tomaram partido a favor do estado, pelo contrario ainda ajudam a malhar. Vou dar alguns exemplos:
O Rio deixou de ser capital do Pais, com isso perdeu não apenas o titulo de capital federal, mas principalmente importância econômica , pois ao longo dos anos varias empresas que tinham sede no Rio se debandaram para outros Estados. Enquanto o Rio se esvaziava na década de oitenta, o que os senadores, deputados Federais, Estaduais, Governadores, eleitos pelo Rio fizeram? Nossa bolsa de valores, a primeira do Pais fechou as portas com a promessa que seria voltada a venda de títulos do governo. Hoje nem se fala mas na centenária bolsa de valores do Rio de Janeiro.
Veículos de comunicação sediados no Rio exportava para todo Pais a violência que ocorria nas ruas da cidade. Não que estivessem errados, porem quando assistíamos o telejornal ( principalmente da emissora líder) não víamos passar noticias de violência em outras cidades,da mesma forma que era feito a cobertura no Rio, era como se assaltos, sequestros, arrastões, etc.., somente ocorresse no Rio. Dava impressão que tinha um padrão nos telejornais. Se a noticia fosse economia, moda cultura, São Paulo era o palco da noticia, mas se a pauta fosse violência, pobreza , o Rio era usado de pano de fundo.
Graças a isso o Rio foi chamado varias vezes de capital mais violenta do Pais, indo contrario aos números divulgados pela secretaria nacional de segurança publica onde o Rio não aparecia no topo das cidades mais violentas do Brasil.
Eventos de grande importância saíram do Rio, como por exemplo a Formula 1 que em 1989 deixou o Rio por falta de atitude dos organizadores cariocas. O que foi feito pelas autoridades locais para tentar segurar o evento na cidade? Recentemente por pouco não esvaziaram o Fashion Rio, por motivo ainda não bem explicado, varias marcas famosas que desfilavam no Rio, trocaram o evento de moda carioca pela São Paulo Fashion Week. Dentre estas a maior baixa foi a Colcci, que tinha a top Gisele Bündchen como maior estrela. Deu uma impressão de “ puxada de tapete”
Escolas de Samba
Os desfiles das escolas de samba surgiram no Rio no final dos anos 20, cresceu e ganhou seu palco fixo em 1984. Serviu e ainda serve de modelo para as escolas de samba de todo Pais.Porem em meados dos anos 90 impulsionados pelos investimentos financeiros vindo da prefeitura, alem de grande apoio da TV Globo, o carnaval de São Paulo cresceu. Na época enquanto as escolas de samba de SP estavam com os cofres cheios, as do Rio por descaso da prefeitura, encontram-se na bancarrota.
Com isso houve um grande êxodo de profissionais do Rio com destino ao evento da terra da garoa. Somente depois de ver que o carnaval do Rio estava praticamente migrando para São Paulo, que o prefeito resolveu investir, construindo a “ Cidade do Samba”, alem de regularizar os repasses financeiros para as escolas de samba. Hoje vemos sambistas do Rio que se mudaram definitivamente para o carnaval paulistano, vemos jornalistas cariocas alfinetando as escolas de samba do Rio durante as transmissões dos desfiles de São Paulo na TV, vemos sites divulgando audiência das escolas de samba de SP como se fosse a media gerada no Pais( Em São Paulo os desfiles das escolas de samba paulistanas geram mais audiência que as escolas do Rio, obviamente..)
Não vemos porem sites do Rio divulgando como foi a repercussão dos desfiles do Rio no Pais, nem mesmo a liga das escolas de samba cariocas fazem esse serviço. Da a impressão que eles ate gostam quando veículos da imprensa compara o carnaval paulistano como se já ate tivesse superado o do Rio, ou seja, Carioca gosta mesmo e de “bater palmas para malandro dançar”, não vemos por exemplo a mesma boa vontade na questão da moda como foi relatado acima, ou seja, não vemos pessoas relacionados a moda paulistana achar com bons olhos o crescimento do evento de moda carioca.
Porque será que o carioca relega tanto o que conquistou a ponto de muitas vezes nem perceber, ou fingir não perceber, que entrega de mãos cheias o que tem de melhor quando a recíproca não e a mesma?
Na realidade Carioca se acha esperto mas não passa de Zé Mané!

1 comentários:

  1. Fala sério, né?

    Também detesto esses cariocas com estima baixa, que só vivem para detonar a cidade. Ou quem sabe não sejam PAULISTAS???

    Colocaram caneta laser no novo estúdio do RJ TV. Ok, é uma ''brincadeira'' idiota e imbecil. Agora, outro dia vendo o Datena, a própria POLÍCIA de São Paulo colocou um feixe de laser no helicóptero da bandeirantes que transmitia ao vivo. Isso é o quê??

    Sem contar as diversas partidas de futebol transmitidas em vários estados brasileiros, onde as pessoas também colocam laser no rosto de jogadores e repórteres.

    Então que negócio é esse de apenas criticar o Rio e achar que tudo de ruim tem apenas aqui?

    Os que tem baixa estima com a cidade, SUMAM DAQUI! Não precisamos de pessoas assim

    ResponderExcluir