Rio de Janeiro - Brasil

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Metroviários de São Paulo desistem da greve, mesmo não conseguindo readmissão de 42 profissionais.

 

Com a demissão de 42 funcionários por Justa Causa, foi feito uma assembléia nesta ultima quarta feira em São Paulo onde iria decidir se o metroviários paulistanos retornariam a greve.

A principal reivindicação era justamente a readmissão desses 42 profissionais que foram demitidos, porem o governo de São Paulo manteve a decisão de não readmiti-los. A principal argumentação do governo de Geraldo Alckmin em não readmitir esses profissionais era que essas demissões não foram causadas pela greve e sim porque esses profissionais foram identificados praticando atos de bandalhas.

Para quem serviu ao serviço militar, sabe que o lema de um soldado e nunca abandonar um combatente, e fazendo essa analogia, esperava-se que os metroviários paulistanos diante da recusa do governo paulista em readmitir seus colegas de trabalho, seria então retornar a greve.

Isso foi o que os garis do Rio de Janeiro fizeram em solidariedade aos colegas que também foram demitidos por justa causa pela prefeitura carioca na greve dos garis. Vários profissionais da Comlurb receberam na época uma carta de demissão por justa causa, e o prefeito em anuncio informou que outros teriam o mesmo destino caso não voltassem a trabalhar.

Os garis tinham tudo para realmente se amedrontarem, pois, a justiça tinha considerado a greve ilegal, o sindicato não apoiava e ainda por cima, são de regime trabalhista CLT. Mas ao contrario do que se pensava eles mantiveram a postura ate o fim, sem alternativa, afinal a prefeitura não teria como demitir todos pois quem limparia as ruas depois? E assim a prefeitura aceitou que todos os profissionais demitidos por justa causa fossem readmitidos pela Comlurb.

É uma pena que em São Paulo, estado que sempre foi referencia nas lutas por melhores condições de trabalho, vimos uma greve terminar desta forma, onde os metroviários saíram derrotados e o governo como o grande vencedor. E os profissionais que foram demitidos com uma mão na frente e outra atrás terão que procurar outras ocupações...

UAN Noticias.

1 comentários:

  1. REALMENTE OS METROVIARIOS DE SÃO PAULO, ASSIM COMO OS VIGILANTES DO RIO DE JANEIRO ABRIRAM AS PERNAS E SE CAGARAM!!

    ResponderExcluir