Rio de Janeiro - Brasil

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Agentes de controle de endemias fazem manifestação em frente ao Maracanã.



Cerca de 30 agentes auxiliares de controles de endemias do município do Rio fizeram uma manifestação pacífica, na calçada do Maracanã, na manhã desta quarta-feira. Munidos de faixas e cartazes, eles pediam melhores condições de trabalho e salários compatíveis para a categoria.

De acordo com Rodrigo Maia, responsável pela organização do movimento, o principal motivo do ato é conscientizar a população sonbre os problemas existentes para a realização os trabalhos de combate à dengue.

- Estamos reivindicando melhores condições de trabalho e salários compatíveis. Além de alertar a população para os riscos de uma epidemia na cidade - afirma Rodrigo.

Segundo Maia, logo no início da Manifestação, um policial abordou o grupo informando que eles não poderiam permanecer no local. Em seguida, com a chegada da Tropa de Choque, os integrantes decidiram se dirigir à Praça Saens Pena, onde às 12h30m finalizaram o ato.

Um novo ato está marcado para a próxima segunda-feira, com o objetivo de dar maior visibilidade ao movimento, já que até o momento não houve negociação com a prefeitura.

Fonte Extra

OPINIÃO

Os servidores da prefeitura há muito tempo vem reivindicando melhores condições de trabalho, diga-se aumento salarial e do ticket alimentação. Porem a prefeitura nesses anos vem ignorando esses profissionais.

Um trabalho silencioso mais que vem garantindo a redução da infestação do mosquito Aedes aegypti na cidade. O Trabalho de combate a dengue e feito tanto pelos servidores do município do Rio, quanto pelos funcionários da Funasa, antiga Sucam. Porem hoje os agentes de endemias da prefeitura do Rio são a maioria neste tipo de trabalho.

Embora façam o mesmo trabalho, os profissionais da Funasa recebem entre salário e gratificações algo em torno de 3 mil mensais, já os servidores da prefeitura do Rio tem salário base de 965, mais uma gratificação de insalubridade devido trabalhar com pesticidas.

As principais reivindicações dos servidores municipais de combate a dengue e aumento do ticket alimentação para seiscentos reais, o mesmo recebido pelos garis da Comlurb, e aumento do piso salarial para mil e quatrocentos reais.

Com o aumento da adesão dos servidores e com o risco da circulação do vírus chikungunya no Brasil com o grande numero de estrangeiros no Pais devido a Copa, espera-se que o prefeito chame os representantes do movimento grevista, no caso o sindicato SISEP, para as negociações.

UAN Noticias.

0 comentários:

Postar um comentário