Rio de Janeiro - Brasil

sábado, 28 de junho de 2014

Atriz morre no interior de SP após ser baleada por PM em blitz

A atriz e produtora cultural Luana Barbosa, 25, morreu após ser baleada por um policial militar na manhã desta sexta-feira (27) no bairro Vila Formosa, em Presidente Prudente (558 km de São Paulo). Ela estava na garupa da moto dirigida pelo namorado, o músico Felipe Barros, 29, e foi atingida por um disparo no tórax depois que ele não parou no bloqueio policial.

Luana foi levada pelo Resgate do Corpo de Bombeiros até a Santa Casa do município, mas não resistiu aos ferimentos. O policial militar, o cabo Marcelo Coelho, 43, foi atuado em flagrante e foi levado ao presídio Romão Gomes, na zona norte da capital paulista, já que o protocolo de atuação da PM não prevê o disparo em situações deste tipo. Também foi aberto um IPM (Inquérito Policial Militar) para apurar as circunstâncias e motivos que envolveram a morte.

Segundo informações do jornal "iFronteira", de Presidente Prudente, o policial disse, em depoimento à Polícia Civil, que o músico desviou de um primeiro PM que lhe pediu para parar. Em seguida, de acordo com a versão do PM, o músico teria jogado a moto contra ele fazendo com que o capacete atingisse a mão do cabo. O choque teria provocado um disparo acidental.

O músico disse à Polícia Civil que não parou no bloqueio por estar com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa, de acordo com o jornal. Ele negou que tenha jogado a moto contra o cabo.

Luana atuava como atriz e produtora cultural na Federação Prudentina de Teatro e Artes Integradas e participava do grupo "Os Mamatchas", que faz apresentações de circo e teatro de rua. Ela havia completado 25 anos ontem (26).

Fonte: Bol

0 comentários:

Postar um comentário