Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 26 de abril de 2015

O Homem e suas atrocidades: Os sete maiores genocídios praticados pela maldade humana.



Durante seus bilhões de anos o planeta terra já abrigou vários tipos de seres vivos, de espécies unicelulares aos grandes dinossauros.  A vida já sofreu varias baixas nesse planeta azul, a mais “famosa”, a extinção dos dinossauros. Provavelmente causada pela queda de um asteroide ilustra que essas baixas de maneira geral foram desencadeadas por causas naturais.

Isso ate o dia que a espécie humana ganhou o protagonismo neste planeta e passou a fazer o trabalho de eliminar vidas aos milhares. Segundo teóricos, algumas espécies animais extintas, como os Mamutes não teriam sucumbido apenas devido a mudanças climáticas, mas também pelo predatismo humano.

Mas o homem vai além, por ambição, ideologias doentias o qual um grupo se acha superior ao outro e decide exterminar os tidos como “inferiores”, foi e ainda é responsável por uma matança que muitos asteroides que já se chocaram contra a terra não tiveram poderio para tal.

Atualmente o mundo assiste de plateia o sofrimento do povo curdo, sobre tudo minoria yazidi promovido pelos psicopatas que formam o autointitulado Estado Islâmico. Em março deste ano, noticias mostravam as barbáries que esses terroristas vêm fazendo contra os yazidi, relatório da ONU documenta a morte brutal de centenas de homens e adolescentes yazidies no vale do Ninawa em agosto do ano passado, que foram assassinados a sangue frio após serem separados das mulheres e das crianças.

As mulheres, foram sequestradas e vendidas como escravas sexuais. Apesar da gravidade, como disse acima todos assistem de plateia, talvez as Nações Unidas, sobre tudo os Estados Unidos que sempre se valeu como policia do mundo, só resolvam a agir quando os bárbaros do EI resolverem invadir algum campo de petróleo.

Abaixo seguem sete Exemplos de Genocídios que a humanidade já assistiu e infelizmente não aprendeu com as barbaridades do passado.

1) Os nativos americanos: Desde o momento em que Cristóvão Colombo chegou onde se tornaria as Américas, foram feitas tentativas para aniquilar os povos indígenas. A grande maioria destes foram mortos como resultado das doenças que os europeus trouxeram. Embora os europeus fossem imunes a essas doenças, os nativos americanos não, fazendo com que até 100 milhões deles morressem.

2) O Massacre Haiti: Em uma tentativa de livrar Haiti da sua população branca, Jean-Jacques Dessalines levou um massacre entre fevereiro a abril de 1804, que resultou na morte de até 5.000 franceses crioulos de todas as idades e sexos. De acordo com a Dessalines, o massacre foi uma tentativa de preservar a nação. Em 1805, apenas os não-brancos foram legalmente autorizados a possuir terras ou ser considerados cidadãos do Haiti.

3) O Massacre Dzungar: O Dzungar foram um império nômade que estava em guerra com a dinastia Qing na China nos séculos 17 e 18 Cerca de 80% desse povo foi dizimado por doenças e pelo exército do imperador chines Quianlong.O resultado da campanha foi o colapso do Estado Dzungar e a quase erradicação do seu povo.

4) Limpeza étnica de Circassia: Circassia, uma área ao longo da costa do Mar Negro, foi visto pelo Império Russo como uma necessidade estratégica. Durante um século, a Rússia travou uma guerra contra os circassianos, O conflito entre os dois países fez parte da trajetória dos russos na conquista do Cáucaso, região que se estende entre o Mar Negro e o Mar Cáspio e onde se situava o território circassiano. O fim da guerra culminou com a anexação da Circássia ao Império Russo e a devastação de sua população nativa com mais de 90% da nação sendo aniquilada. Dados históricos divergem na contagem de vítimas, mas estima-se que entre 1 e 1,5 milhão de circassianos perderam a vida nos conflitos.

5) O Holodomor.: A União Soviética foi responsável por campanhas contra vários grupos étnicos. O Holodomor foi uma fome intencional provocada pelo governo soviético ao confiscar toda a colheita de 1933 na Ucrânia, Cazaquistão, e em outros lugares no País, deixando os camponeses sem comida. Cerca de dez milhões de pessoas morreram de fome, a maioria deles na Ucrânia. Na escalada da crise o Holodomor constituiu uma enorme crise civilizacional. Houve a banalização da barbárie, extorsão dos camponeses as suas escassas reservas alimentares, abusos de autoridade, banditismo, abandono infantil, ate mesmo canibalismo.

6) Genocídio Armênio 1915-1923: O genocídio armênio é considerado o primeiro genocídio do século 20. Ele foi conduzido pelo governo otomano para exterminar os minoritários armênios. Durante a Primeira Guerra Mundial, os otomanos exterminaram a população masculina através de massacres e os trabalhos forçados e depois deportados mulheres e crianças para uma marcha da morte para o deserto sírio. Estimou-se o número total de pessoas mortas como resultado entre 1 e 1,5 milhões.

7) O Holocausto: Em um dos casos mais infames do mundo de genocídio, o Holocausto foi à tentativa do governo nazista de exterminar a população judaica da Europa. Cerca de 6 milhões foram mortos. Durante o mesmo período, a Alemanha também tentou exterminar outros grupos étnicos, incluindo os eslavos, os ciganos e até mesmo os deficientes mentais. As estimativas sugerem que mais de 16 milhões de pessoas, entre homens, mulheres e crianças foram exterminadas pelo governo nazista antes da Segunda Guerra Mundial chegar ao fim em 1945.

Esses são alguns exemplos, mas infelizmente a lista de genocídios e muito maior, estes sete que ilustrei neste artigo e apenas para mostrar o quanto a raça humana pode ser predadora dela mesma.

Como relatei no inicio do texto apesar de todos esses fatos históricos estarem ai, registrados a humanidade ainda permite que fatos desses ainda ocorram. A ONU deveria ter mais força de ação, assim como todos os Países civilizados deveriam agir de forma coordenada para acabar com qualquer tentativa de grupos sejam eles quais forem em atentar contra a vida humana. Mas ate que uma luz ascenda sobre a humanidade, o povo yazidi, curdos, palestinos..... ainda continuarão a sofrer!

Uanderson Aquino.

Fonte de consulta:

0 comentários:

Postar um comentário