Rio de Janeiro - Brasil

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Menina de 4 anos é morta a facadas a caminho da escola pela ex-mulher do pai



Uma menina de 4 anos foi morta a facadas a caminho da escola pela ex-mulher do pai na última sexta-feira, na cidade de Coluna, na zona rural de Minas Gerais. Ilma Hegidia da Silva, de 37 anos, foi presa em flagrante por homicídio qualificado e está no presídio de Guanhães, no Vale do Rio Doce. Acredita-se que ela não aceitava ter "perdido" o marido para a mãe da vítima.

Em depoimento, Ilma disse que sempre carrega "uma faca ou ferramenta" na mão porque "anda muito no mato, na roça". Segundo a autora, ela estava andando perto da escola municipal de Córrego do Suaçuí, na zona rural da cidade, com o filho de 4 anos por volta das 11h de sexta-feira, quando encontrou Dárfine Bianca da Silva acompanhada por uma mulher que a levava para a escola com mais algumas crianças. Ilma alegou que "essa mulher parou para cercá-la e jogou a menina na sua frente". Então, ela pegou a faca e atingiu Dárfine.

No depoimento, a autora admitiu não se dar bem com a mãe da vítima. Segundo Ilma, a mãe de Dárfine costuma praticar roubos e colocar a culpa nela.

Testemunhas confirmaram que Dárfine era filha do pai dos filhos de Ilma e que a mãe da menina ia se casar com o homem. O caso será encaminhado para investigação na delegacia de São João Evangelista, pelo delegado Felipe Deligorio.

Fonte: EXTRA

OPINIÃO
 
E por essas e por outras que o momento que o Brasil vive há necessidade da instituição da pena de morte.
Assim como ocorre na Tailândia onde o crime organizado levou o País a adotar a pena capital para trafico de drogas, no Brasil a falta de amor ao próximo e banalização da vida exige a pena de morte, pessoas como essa mulher mostro que mata uma criança de quatro anos a facadas não tem a menor condição de continuar vivendo em sociedade, muito menos a sociedade deve bancar o pão que vai adentrar nas “tripas” desse excremento de gente!

 UAN Noticias

0 comentários:

Postar um comentário