Rio de Janeiro - Brasil

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Na orla de Copacabana, o Réveillon do ‘beijaço’

Rio - Pegando carona nas manifestações de 2013, o ano de 2014 promete começar com um grande movimento coletivo. Desta vez, celebrando o amor. Um ‘beijaço’ vai dar o tom do Réveillon em Copacabana. A queima de fogos, que terá imagens de corações e efeitos especiais de sons de beijos, pode inspirar corações apaixonados, entre as 2,5 milhões de pessoas esperadas para a festa. Serão 16 minutos de luzes colorindo o céu. E três palcos vibrando com muita música por toda a orla.

Ontem, o prefeito Eduardo Paes acompanhou os últimos preparativos para a festa, e vistoriou o palco principal. Paes falou sobre a expectativa para o evento, além de fazer propaganda do ‘beijaço’: “Está tudo certo. Passei pelas praias, e o clima já é de Réveillon. E o ‘beijaço’ será uma coisa inspiradora. Para estar ao lado do amor, da paixão da vida e dos filhos”, declarou o prefeito, que avaliou as mudanças na cidade.

“O Rio é uma cidade de transformação, e acho que para 2014 haverá mais avanços. Este foi um ano de movimentos e protestos, que ajudam a consolidar a democracia quando organizados. Então é só pedir que as pessoas venham, se divirtam e respeitem o direito do outros”, disse Paes.

A Riotur calcula que das 2,5 milhões de pessoas esperadas, cerca de 770 mil serão de fora do Rio. Para os namorados Lucas Henrique, 19 anos, e Michele Campbell, 18, o tema ‘beijaço’ mais do que agradou. Em seu primeiro Réveillon no Rio, o jovem casal de Belo Horizonte, que já previa uma noite romântica, acredita que o espetáculo vai ser inesquecível e reforçar os seus laços.

“Nos beijarmos na virada já era previsto, mas essa ideia vai incentivar ainda mais a gente, e até outros casais que devem se formar durante a festa”, acredita Lucas.
Também mineiros, os namorados Ramon Rocha, 24, e Bruna Marques, 20, começaram a se preparar para o primeiro Réveillon que passarão juntos em Copa. “Claro que vamos participar. E eu apoio”, brincou Ramon.

Fonte: O Dia

0 comentários:

Postar um comentário