Rio de Janeiro - Brasil

sábado, 6 de setembro de 2014

Park Shopping Campo Grande é classificado como o 3º melhor Shopping do Rio de Janeiro.

Os shoppings da Zona Oeste do Rio estão entre os mais bem avaliados centros comerciais do estado. Dos nove melhores colocados no ranking do Instituto Ibero-Brasileiro de Relacionamento com o Cliente (IBRC) deste ano, cinco estão em bairros da região. O Park Shopping Campo Grande, por exemplo, se destacou ao atingir a terceira posição no seu primeiro ano de avaliação. O levantamento considera critérios como estacionamento, segurança, banheiros e atendimento aos clientes, entre outros.

O Rio Design Barra foi classificado como o melhor shopping da Zona Oeste, após saltar da 21ª posição em 2013 para o segundo lugar no estado este ano. Já o Bangu Shopping, que estava no 20º lugar no ano passado, chegou à 8ª posição na última pesquisa. O Barra Shopping caiu na classificação, passando do primeiro colocado para o quarto, assim como o Village Mall, no mesmo bairro, que saiu da quarta para a quinta posição.

Presidente do IBRC, Alexandre Diogo explica que esses dois shoppings mantiveram seu desempenho, mas caíram no ranking, pois houve melhorias em outros estabelecimentos. Já no caso do Rio Design Barra, o pulo de 19 posições se deu em função das melhorias do fraldário (que ano passado estava em reforma), do aumento da segurança e oferecimento de terminais de carregamento de celulares e tablets.

 “Um problema comum em shoppings de luxo é a discriminação. No ano passado, os seguranças do Rio Design Barra trataram mal o cliente oculto negro que estava fazendo a pesquisa. Este ano, isso não aconteceu. Por isso, o shopping ganhou pontos”, explica Diogo.

Frequentadora do Rio Design Barra, a comissária de bordo Maria Lucia Branco, 56 anos, afirma que os detalhes fazem a diferença na hora de escolher o shopping. “Banheiros limpos e funcionários atenciosos são fundamentais. O cliente gosta de se sentir especial”, avalia ela.

O Bangu Shopping, por sua vez, investiu em treinamento de profissionais do Serviço de Atendimento ao Cliente e seguranças, por isso saltou 12 posições. Porém, a falta de estrutura no fraldário persiste desde 2013.

Gerente de marketing do Park Shopping, Valéria Zettel avalia que a grande concorrência nesta região da cidade faz com que seja preciso investir no atendimento.

“Atualmente, todos os shoppings têm as mesmas marcas, por isso, precisam se destacar e deixar de ser apenas um ponto de venda para proporcionar uma experiência ao consumidor. Até porque, hoje é possível comprar pela internet, então os shoppings devem ir além. Oferecer boas opções de entretenimento, ter banheiros limpos, boa praça de alimentação e estacionamento com muitas vagas são fatores que fidelizam os clientes”, afirma.

Segundo ela, o aumento do poder aquisitivo da classe C também colaborou para uma preocupação maior dos shoppings com a qualidade dos serviços. “Este consumidor está mais exigente. Por isso, o posicionamento do shopping, que é voltado para as classes B e C, é o de oferecer um padrão de classe A”, explica a executiva.

Em primeiro lugar no ranking deste ano, o Shopping Leblon investiu no treinamento de funcionários e serviços diferenciados, conseguindo assim avaliação de “atendimento de excelência”, segundo o IBRC. Entre os diferenciais que o centro comercial oferece estão locais para carregar baterias de smartphones e tablets gratuitamente, kits de costura nos banheiros, wi-fi gratuito, atendentes bilíngues, além de empréstimo de carrinhos para as crianças.

“Contamos com uma coordenadora de mall, uma governanta que está atenta a todos os detalhes, desde a aparência até os serviços prestados”, explica Priscilla Leão, gerente de marketing do Shopping Leblon.

Já o Santa Cruz Shopping, apesar de estar na Zona Oeste, ficou na penúltima posição no ranking, perdendo apenas para o Niterói Shopping. Segundo Cleuzemar de Marins, superintendente do estabelecimento, há um estudo para avaliar a implementação de melhorias em 2015, a fim de proporcionar mais conforto aos clientes.

Com relação aos diferenciais, Cleuzemar explica que são promovidas ações como feira de livros, passeios ciclísticos e teatro infantil.

Fonte: O Dia

0 comentários:

Postar um comentário