Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 2 de setembro de 2012

Roraima: Homem é preso acusado de estuprar a filha de 12 anos



O técnico em refrigeração José Batista, 38, foi preso por volta das 14h30 de quinta-feira (30) acusado de estuprar a própria filha de apenas 12 anos. A adolescente vivia com o agressor e a madrasta. Segundo a delegada titular do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (NPCA), Maria de Lourdes Fernandes Duarte, em julho foram registrados dois boletins de ocorrência contra o acusado.
Depois de colher depoimentos da vítima e terem sido realizados exames que comprovaram os abusos, foi emitido um mandado de prisão no dia 17 de julho e, desde então, agentes do NPCA começaram as investigações para localizar o paradeiro de José Batista. Inicialmente, ele foi procurado em casas de familiares em Boa Vista, mas eles diziam desconhecer onde o criminoso estaria morando. A descoberta de que ele tem parentes na Vila Fonte Nova, em Serra Grande II, no município de Cantá, fizeram com que os policiais se deslocassem àquele município na manhã de quinta-feira.
O estuprador foi encontrado em um sítio de uma irmã e, ao ser abordado, não resistiu à prisão. José Batista disse ser inocente e que tudo não passava de uma “armação” da ex-mulher. Segundo ele, a mãe da garota teria feito a denúncia de estupro por não concordar com o fim do relacionamento.
Maria de Lourdes informou que os abusos sexuais aconteciam desde que a criança tinha onze anos. Sobre a versão do acusado, ela disse que é algo “sem cabimento”, pois eles estão separados há mais de oito anos. “Ele já estava casado com outra mulher há mais de sete anos, portanto isso que ele disse não tem lógica. Inclusive, quando a atual companheira soube do estupro, ficou revoltada e o expulsou de casa”, ressaltou.
Depois de passar por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), José Batista foi encaminhado à Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC), onde ficará à disposição da Justiça. Segundo informações de um investigador, a adolescente voltou a morar com a mãe biológica.

Érico Veríssimo

Fonte:

Opinião
Ele estava foragido, familiares diziam não saber do paradeiro, mas foi encontrado em sitio da irmã!?
Isso comprova o que eu sempre falo, os familiares acoitam criminosos, podem reparar, toda vez que alguém faz uma “merda” foge, e na grande maioria das vezes é encontrado em casa de parentes. Como pode alguém acoitar uma pessoa que é acusada de algo tão serio e em muitas vezes comprovados?

Não me levem a mal, mas para mim, quem protege bandido, bandido é!

Por Uanderson

0 comentários:

Postar um comentário