Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 15 de maio de 2016

E o Pato da Fiesp entrando pelo cano.



Nesta semana saiu nos jornais a possibilidade do governo Temer em subir impostos  e recriar a CPMF em caráter “temporário”,  para ajudar na recuperação da economia. Para quem esqueceu  a CPMF foi uma das bandeiras do governo Dilma para reativar a economia mas que foi duramente criticada pela oposição e setores da indústria representados pela Fiesp.

O discurso era que a carga tributaria do Brasil e gigantesca e o Pais não suporta mais impostos, a Fiesp inclusive fez campanha pelo Pais contra a vota da CPMF, usando um pato amarelo inflável que representava a campanha intitulada “Não Vou Pagar o Pato”  contra o aumento e criação de impostos.

Conseguiram derrubar a presidente Dilma , colocaram na marra Temer na presidência, o qual sua equipe econômica já avalia a possibilidade de aumentar impostos e a volta da CPMF, a mesma  que enquanto oposição ao governo Dilma eram contra. E agora? Será que a Fiesp vai trazer o patinho amarelo de volta, ou vai enfia-lo... na gaveta?

Uanderson de Aquino

0 comentários:

Postar um comentário