Rio de Janeiro - Brasil

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Morre menina baleada ao defender o pai em Goiás

A menina Kerolly Alves Lopes, de 11 anos, baleada ao tentar defender o pai, morreu no Hospital de Urgências de Goiânia (GO) nesta segunda-feira. A vítima foi alvejada durante uma briga que tentou apartar entre o pai e o dono de uma pizzaria de Aparecida de Goiânia.

Kerolly teve morte cerebral, constatada às 20 horas deste domingo. Ela estava internada na Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) desde o dia 27. Segundo os médicos, a bala atravessou a cabeça.

Os dois envolvidos teriam discutido. A vítima e a irmã viram a arma apontada para o pai e ficaram na frente. O suspeito atirou três vezes, atingindo a adolescente na perna e na cabeça. O atirador fugiu e é considerado foragido.

Quinze horas depois da confusão o suspeito de atirar em Kerolly se apresentou em uma delegacia. Ele prestou depoimento alegando ter disparado em legítima defesa, mas não foi preso. O advogado que o acompanhou no depoimento desistiu da defesa.

Fonte:

Opinião

Uma menina linda, cheia de vida pela frente, e sua curta trajetória e interrompida pela estupidez de dois adultos, que cresceram apenas em corpo, mas em mentalidade continuam como dois guris mimados. Tudo isso poderia ter sido evitado, se o dono da pizzaria não fosse querer resolver uma discussão com um cliente com uma arma, algo digno de faroeste.

Da mesma forma, essa menina estaria viva hoje, se seu pai tivesse ouvido as suplicas das crianças e tivesse se retirado do local, ao invés disso, continuou, pagou para ver e pelo vídeo mostrado na tv, as crianças ficaram na frente, servindo de escudo ao pai.

A besta fera que fez os disparos, precisa ser severamente punido, porem a única coisa que ele provavelmente ira perder e sua liberdade, que, aqui no Brasil, e por pouco tempo, logo logo, estará em condicional.

Já o pai, perdeu sua filha, um anjinho que ele nunca mais ira ver. E ai, valeu apena continuar a discussão? Não querer dar o braço a torcer, talvez querendo mostrar que e o homem peito de aço? A partir do momento que suas filhas estavam com ele, esse homem deveria ter se retirado dali, pois o papel do pai e proteger suas filhas.

Hoje em dia a vida não vale 30 reais, a dentista que foi queimada em São Paulo e prova disso, por isso nos não temos que pagar para ver se o outro e capaz ou não de partir para a bala, como foi o desfecho desse caso. Parece conversa de covarde, mas a realidade e que nos dias de hoje se alguém pisar no seu pe dentro de uma condução, você deve pedir desculpas para o sujeito, pois por pouco as pessoas já partem para o tiro, facada, e por ai vai.

Se o pai e dessas pessoas que não leva desaforo para casa, então que levasse as crianças para casa e depois voltava para a pizzaria para resolver a questão, pelo menos esse e o papel que os pais devem ter, proteger seus filhos. Agora não adianta, o jeito será chorar a perda da criança!

Por Uanderson

0 comentários:

Postar um comentário